A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

09/08/2010 14:02

Projetos de energia alternativa têm mais prazo do BNDES

Redação

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou hoje (9) a ampliação, em dois anos, do prazo máximo de pagamento para financiamentos de projetos de energias alternativas.

A partir de agora, o financiamento para projetos de energia eólica, biomassa e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) terá prazo de amortização máximo de 16 anos, quando antes eram 14 anos.

Segundo o BNDES, a alteração equiparou as condições de financiamento desses empreendimentos às condições disponíveis para as usinas hidrelétricas entre 30 megawatts (MW) e 1.000 MW.

A instituição estima que a medida poderá surtir efeito positivo já sobre os preços que serão ofertados nos próximos leilões de energia eólica, biomassa e PCH (abaixo de 30 MW), previstos para ocorrer nos dias 25 e 26 deste mês.

Como o financiamento é considerado um item do custo da construção de uma usina, o BNDES avalia que as condições do empréstimo aumentarão a competitividade do projeto e, em consequência, terão repercussão no preço no leilão, favorecendo a obtenção de uma menor tarifa final, com benefício para o consumidor brasileiro.

Com a melhoria introduzida nas condições financeiras dos projetos de energias renováveis, que apresentam menor impacto ao meio ambiente e maior celeridade de implantação, o BNDES espera contribuir para o aumento da participação dessas fontes alternativas no Sistema Integrado Nacional (SIN).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions