A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

07/11/2015 12:39

Protesto reúne 100 caminhoneiros que cobram fim do monopólio do JBS

Mariana Rodrigues
Os caminhões seguiram até a Câmara Municipal e depois foram para a governadoria. (Foto: Gerson Walber)Os caminhões seguiram até a Câmara Municipal e depois foram para a governadoria. (Foto: Gerson Walber)

Cerca de 100 caminhões de boi tomaram as ruas de Campo Grande na manhã deste sábado (7), em protesto contra o monopólio dos frigoríficos. Eles alegam que o problema começou há cerca de dois anos quando, segundo os manifestantes, a empresa JBS começou a transportar gado magro e cobrar pelo frete 40% abaixo do preço de mercado.

Segundo o organizador da carreata, José Carlos Segantini, 39 anos, só em Campo Grande, atualmente são gerados mil empregos diretos. “Com esse monopólio estão tirando o serviço de 100 caminhoneiros, em média, todos os dias”, disse.

José Carlos alega que a empresa JBS começou a comprar os frigoríficos e fechá-los causando várias demissões para os caminhoneiros. Eles protestam ainda contra os valores abusivos do frete que o frigorífico cobra. “Eles fazem o transporte 40% mais barato que a nossa categoria, e isso gera muito desemprego , comenta.”

Durante a carreata, os motoristas ficaram cerca de 10 minutos em frente a Câmara Municipal de Campo Grande onde fizeram um buzinaço, logos depois eles seguiram para a governadoria onde protestaram pela distribuição do gado magro. De acordo com José Carlos, o objetivo é chamar a atenção de todos, inclusive das autoridades para o problema.

“Estamos buscando um acordo com esse frigorífico para distribuição do trabalho que ele vem monopolizando no Brasil inteiro”, conta o organizador que explica que o gado magro não está pronto para o abate, ele é levado para a fazenda para a engorda. “Eles estão fazendo um transporte que não é deles, é nosso”, conta ele ao falar que a JBS deve fazer apenas o transporte do gado gordo.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria da JBS, que informou que com relação ao frete a empresa segue as regras de mercado. Sobre o transporte, a assessoria informou que a JBS possui uma transportadora. “Ela pode estar sendo contratada para transportar boi magro de uma fazenda para outra. Para o frigorifico, só transporta boi gordo para o abate. Não existe qualquer tipo de monopólio”, afirma.

O protesto é contra o monopólio dos frigoríficos e a cobrança de frete. (Foto: Gerson Walber)O protesto é contra o monopólio dos frigoríficos e a cobrança de frete. (Foto: Gerson Walber)
Agências do BB abrirão uma hora mais cedo para saques do Pasep
As pessoas com mais de 70 anos beneficiadas com o saque das cotas do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) poderão ir mais c...
Águas Guariroba consta pela 2ª vez entre 150 melhores para se trabalhar no País
Pela segunda vez, a concessionária Águas Guariroba, responsável pelo saneamento básico em Campo Grande, está relacionada entre as 150 melhores  empre...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions