A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/05/2010 08:58

Remédios são vendidos a preços 295% acima do permitido

Redação

Pesquisa desenvolvida em 10 cidades brasileiras, dentre elas Campo Grande, aponta que medicamentos são vendidos em farmácias a preços até 295% acima do teto estabelecido pela (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, que estipula os preços máximos para o consumidor).

O levantamento foi coordenado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, de São Paulo, feito em parceria com entidades civis de defesa do consumidor das várias regiões do País.

Em Mato Grosso do Sul, participou a Associação Brasileira da Cidadania e do Consumidor do Estado do Mato Grosso do Sul. Foram levantados os preços de 25 medicamentos nas dez cidades, sendo 18 de referência e sete genéricos.

Todos indicados para doenças como diabetes, hipertensão, reumatismo, antibióticos, anti-inflamatórios, antidepressivos, entre outros. Os pesquisadores visitaram pontos diferentes de venda, de modo que cada medicamento tivesse três cotações de preço no mesmo município.

Ao fim havia 1.092 preços levantados, dos quais 824 de medicamentos de referência e 268 de genéricos. Considerando todos, em 44% dos casos os valores estavam de 20% a 295% acima do teto determinado pela CMED. Proporcionalmente, a distorção prevalece mais entre os genéricos. Outro problema detectado é que os reajustes ocorreram acima do índice estabelecido oficialmente.

No caso de São Paulo, entre janeiro de 2009 e janeiro deste ano, os preços de 11 medicamentos subiram em média 14,75%, enquanto o reajuste oficial no período foi de 5,9%.

Orientações

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions