ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  31    CAMPO GRANDE 21º

Economia

Trabalhadores têm até amanhã para buscar R$ 149 milhões do FGTS

Orientação para quem tem direito ao saque é evitar as filas e usar aplicativo da Caixa, diante do coronavírus

Por Rosana Siqueira | 30/03/2020 16:42
Mais de 1,4 milhão de trabalhadores tem direito ao saque no Estado (Henrique Kawaminami)
Mais de 1,4 milhão de trabalhadores tem direito ao saque no Estado (Henrique Kawaminami)

Pelo menos R$ 149 milhões de recursos do Saque Imediato do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço ainda podem ser buscados até amanhã pelos trabalhadores em Mato Grosso do Sul. O prazo para busca termina na terça-feira (31) e no total 1,410 milhões de trabalhadores tem direito a R$ 578,3 milhões em recursos no Estado. Destes, 891 mil trabalhadores já efetuaram o Saque Imediato, totalizando R$ 428,8 milhões em recursos.

Tem direito ao saque quem trabalha ou trabalhou com carteira assinada. O valor é de até R$ 998 por vínculo trabalhista registrado. Podem sacar até 998 reais trabalhadores que, até o dia 24 de julho do ano passado, tinham até esse valor em conta.

O montante é equivalente ao salário mínimo do ano passado, quando os saques foram liberados por medida provisória e depois viraram lei após aprovação no Congresso Nacional.

Se a quantia em cada conta era maior que o mínimo vigente, o trabalhador pode sacar até 500 reais. Vale lembrar que o limite é por conta. Ou seja, se o trabalhador tiver duas contas, por exemplo, poderá sacar até 1.000 reais, sendo 500 reais de cada uma.

O extrato para saber quanto tem para receber pode ser consultado pelo site da Caixa ou aplicativo do fundo. Cada conta do FGTS é criada por vínculo empregatício. Quem tiver mais de um registro em carteira, tem mais de uma conta.

 Vale lembrar que quem opta pelo saque imediato pode movimentar os recursos normalmente caso seja demitido sem justa causa. O que impossibilita mexer no FGTS é o saque aniversário, que também foi liberado no ano passado e possibilita que, uma vez por ano, o trabalhador saque uma parte do seu fundo,

Até o momento há possibilidade do saque imediato. Porém, o governo federal já sinalizou que deve flexibilizar nova movimentação extra dos recursos dos FGTS para ajudar na movimentação da economia em meio a pandemia do novo coronavírus.

Nas últimas semanas, já foram anunciadas a transferências de cotas do PIS/Pasep para a plataforma do Fundo de Garantia e a possibilidade de empresas recolherem o FGTS referente aos meses de março, abril, maio em até seis vezes, sem a incidência de multa.

 

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade