ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 33º

Educação e Tecnologia

Barrados no Enem, participantes lamentam ter perdido tempo e a prova

Primeiro dia da prova do Enem de 2021 foi feita em todo o Brasil, neste domingo

Por Guilherme Correia e Bruna Marques | 21/11/2021 12:45
Esta foi a cena que os participantes atrasados encontraram ao chegar em um dos locais de prova. (Foto: Marcos Maluf)
Esta foi a cena que os participantes atrasados encontraram ao chegar em um dos locais de prova. (Foto: Marcos Maluf)

A prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) finalmente aconteceu e, com ela, os atrasados também retornaram. Desta vez, o excesso de trabalho e confusão de horários fez com que alguns fossem barrados nos portões de um dos locais de realização do exame neste domingo (21).

A garçonete Nathaniely de Jesus Azevedo, de 20 anos, está há três anos tentando ingressar no curso de Direito, mas por trabalhar até tarde, não conseguiu chegar a tempo na Uniderp, na Rua Ceará. "Eu trabalho de noite e perdi o horário, cheguei eram quase 3h da manhã em casa".

Sem poder fazer a prova, restou a Nathaniely apenas o riso. (Foto: Marcos Maluf)
Sem poder fazer a prova, restou a Nathaniely apenas o riso. (Foto: Marcos Maluf)

Ela foi trazida pelo pai, de motocicleta, que aguardou se a filha conseguiria entrar no prédio. Barrada, ela lamentou: "Estou chateada, porque perdi meu tempo".

Alessandro Lima da Silva, de 18 anos, mora no Rita Vieira e veio de carro para fazer o Enem pela primeira vez. Visando Engenharia da Computação, ele confundiu o fuso horário de aplicação. Conforme o horário oficial de Brasília, os portões são abertos às 12h, mas em Mato Grosso do Sul, isso ocorre às 11h.

"Estava lá 12h a abertura do portão, mas não sabia que ia ser o horário de Brasília. Estou bem triste, queria ano que vem entrar na faculdade, conseguir uma bolsa, mas vou ter outras oportunidades. Achei que ia chegar na hora, não me toquei, com bastante coisa na cabeça".

Jacqueline Martins Azambuja, de 16 anos, está no segundo ano e é treineira - ainda em dúvida quanto ao curso que quer fazer, ela chegou no horário, mas não trouxe documentação original. "Sempre ando com a cópia para não perder o original. Eu achava que não tinha problema algum, porque só uso a cópia".

Ela pediu aos pais que trouxessem o RG (Registro Geral), mas não encontraram a tempo. "Meio frustrante, porque eu queria chegar ano que vem tranquila, pelo menos saber se estou indo bem em redação, se estou conseguindo, se está dando certo, mas tudo bem", lamenta.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário