ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 

Educação e Tecnologia

Modelo matemático da UFMS sobre números da covid vai ser usado para a dengue

Pesquisadores produziram 45 relatórios técnicos para a Sesau nesta pandemia

Por Aline dos Santos | 13/03/2021 17:07
Campus da UFMS em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)
Campus da UFMS em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)

O modelo matemático utilizado por professores da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) nas estatísticas da covid-19 também será utilizado para ajudar no controle da dengue.

A ferramenta foi desenvolvida pelos professores Erlandson Saraiva, do Instituto de Matemática, e Leandro Sauer, da Escola de Administração e Negócios.

Agora, será estabelecido modelo matemático para o número de casos de dengue em Campo Grande.

“Para isso, o número de casos relatados de dengue será estimado usando variáveis meteorológicas, tais como temperatura, umidade relativa do ar e precipitação pluviométrica, como efeitos fixos. Desta maneira, pretendemos entender a influência do clima na incidência e distribuição espacial da dengue em Campo Grande”, afirma Erlandson Saraiva.

No ano passado, com a pandemia do coronavírus, quarenta e cinco relatórios técnicos foram encaminhados à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).  Os estudos destacavam a taxa de crescimento da covid-19, a estimativa para o pico da pandemia e as projeções para os próximos quatorze dias.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário