A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Julho de 2019

10/07/2019 12:20

Três projetos de MS que ampliam educação precisam de votos para ganhar verba

O intuito é ficar entre os 50 projetos mais votados e conseguir apoio financeiro para dar continuidade as atividades em MS

Thailla Torres
Crianças indígenas em aldeia terena de Miranda, onde o Ipedi atua. (Foto: Luciano Justiniano)Crianças indígenas em aldeia terena de Miranda, onde o Ipedi atua. (Foto: Luciano Justiniano)

Selecionados entre 2 mil inscritos, três projetos de Mato Grosso do Sul precisam de votos para ganhar apoio financeiro em um movimento nacional. São eles O "Kalinovo" do Ipedi (Instituto de Pesquisa da Diversidade Intercultural) que possibilita projetos de educação indígena no Pantanal de Mato Grosso do Sul, o "Ponto da Virada" da Associação Adote Um Atleta e o "Guerreiros em Ação" do Grupo Guerrreiros do Amanhã que oferecem atividades esportivas para crianças e adolescentes. Os três estão entre os 100 selecionados para concorrer a votação.

O intuito é ficar entre os 50 projetos mais votados e conseguir apoio financeiro para dar continuidade as atividades em Mato Grosso do Sul. Para votar é super fácil, basta acessar o site (clique aqui) e procurar pelos projetos. Daí, é só votar.

O Movimento Bem Maior tem entre os idealizadores o apresentador Luciano Huck e se apresenta como uma “rede de pessoas que entendem que a transformação só é possível juntando forças e diferentes ativos – afeto, conhecimento, tempo, dinheiro”. A proposta é identificar, apoiar e dar visibilidade a causas sociais e instituições espalhadas por todo o Brasil.

O Ipedi é intituto que leva projetos de educação indígena ao Pantanal, entre eles o Kalivono, projeto, que trata-se de uma metodologia para implementar projetos de educação em "contextos socialmente complexos", ou seja, ambientes em que encontramos dificuldades. O instituto também tem projeto Barco das Letras, iniciativa que ensina ribeirinhos a ler e escrever na região de Miranda, o Pé de Livro que nasceu para levar uma nova perspectiva de mundo às crianças através da literatura e  o Sons da Aldeia, onde os educadores se unem para recuperar a autoestima e o interesse dos alunos no aprendizado da cultura tradicional indígena.

Com 10 anos de atividades, o projeto ‘Adote 1 Atleta’ surgiu da iniciativa de um grupo de profissionais de Aquidauana em oferecer atividades esportivas e paradidáticas para crianças e adolescentes, familiares de internos do sistema prisional localizado no município.

O Guerreiros em Ação existe há 4 anos e, atualmente, atende 120 crianças, adolescentes, jovens e adultos com atividades semanais de jiu-jitsu, futebol, ballet, vôlei, box, manejo e cultivo de horta e educação profissionalizante através de curso de informática.

Outras informações sobre os projetos, basta acessar o site

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions