ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 28º

Enquetes

Em enquete, 85% concordam com uso de vans como alternativa de transporte

Veículos usados no transporte escolar estão autorizados a transportar passageiros por aplicativo desde o dia 9 de setembro

Por Aletheya Alves | 17/09/2020 06:34
Vans escolares durante protesto na Esplanada Ferroviária em Campo Grande após paralisação devido a pandemia (Foto: Arquivo/Kísie Ainoã)
Vans escolares durante protesto na Esplanada Ferroviária em Campo Grande após paralisação devido a pandemia (Foto: Arquivo/Kísie Ainoã)

Ainda sem funcionar, aplicativo de transporte coletivo por vans em Campo Grande está autorizado a entrar em ação desde o dia 9 de setembro pela Prefeitura, embora o Consórcio Guaicurus tente barrar a opção alegando concorrência desleal.

Questionados pelo Campo Grande News nesta quarta-feira (16), 85% dos leitores informaram que concordam com o uso das vans como mais uma alternativa de transporte na cidade.

Em enquete, 85% concordam com uso das vans como alternativa de transporte. (Arte: Ricardo Gael)
Em enquete, 85% concordam com uso das vans como alternativa de transporte. (Arte: Ricardo Gael)

Apoiando o aplicativo Rodar, Ney Vedder diz que concorda com a opção desde que haja organização e regulamentação. “Pode ser sim uma grande opção de transporte. No Rio de Janeiro, o serviço foi implementado e ajuda muito a população”, diz.

Músico, Roberto Teixeira acredita que mais opções são necessárias e bem-vindas na cidade para facilitar a vida dos trabalhadores. “Acho necessário que isso aconteça mesmo, quanto mais disponibilidade, melhor”.

Roberto Teixeira acredita que quanto mais opções, melhor. (Foto: Kísie Ainoã)
Roberto Teixeira acredita que quanto mais opções, melhor. (Foto: Kísie Ainoã)

Contra a possibilidade, Milene de Reginaldo acredita que o trânsito não irá suportar a mudança. “Vai virar um caos a cidade. Veja exemplo de outras cidades que adotaram, trânsito infernal”, explicou.

Pensando em um meio termo, Vera Lúcia Moreira, de 54, diz que usaria o aplicativo em casos de extrema necessidade. “Não sei se apoio porque precisa ver regulamentação e fiscalização, se realmente isso vai existir. Mas em casos de muita necessidade é interessante porque temos algo diferente disponível”.

Vera Lúcia Moreira diz que tem dúvidas sobre apoiar ou não o novo aplicativo. (Foto: Kísie Ainoã)
Vera Lúcia Moreira diz que tem dúvidas sobre apoiar ou não o novo aplicativo. (Foto: Kísie Ainoã)

Briga na justiça - Liberado para funcionar desde o dia 9 de setembro, a previsão de funcionamento do aplicativo Rodar seria para esta quarta-feira (16). Questionando a liberação, o Consórcio Guaicurus cita concorrência desleal e quer liminar que derrube a autorização.

Em despacho publicado ontem, o juiz Luis Felipe Medeiros Vieira, substituto na 1ª Vara de Fazenda Pública de Campo Grande, disse que só irá tomar decisão sobre o pedido após a Prefeitura da Capital se manifestar sobre o assunto.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário