ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 33º

Enquetes

Maioria apoia veto de Bolsonaro à compra de vacina desenvolvida pela China

Assunto virou polêmica após Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizar compra do imunizante desenvolvido por laboratório chinês

Por Aletheya Alves | 24/10/2020 09:03
Resultado da enquete do Campo Grande News sobre veto de Bolsonaro à compra de vacina chinesa. (Arte: Ricardo Oliveira)
Resultado da enquete do Campo Grande News sobre veto de Bolsonaro à compra de vacina chinesa. (Arte: Ricardo Oliveira)

Nesta semana, a compra de vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac virou assunto polêmico após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizar compra do imunizante. Questionando os leitores, o Campo Grande News perguntou se os leitores aprovam a decisão.

Foi apertado o resultado, mas ele foi favorável ao presidente. Dos que responderam à consulta, 52% concordaram com o apoio do presidente e 48% disseram discordar.

O primeiro depoimento do presidente informou que antes de ser disponibilizada para a população, a vacina deverá ser comprovada cientificamente pelo Ministério da Saúde e certificada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Em entrevista à rádio Joven Pan, Bolsonaro disse que o imunizante chinês não será comprado nem mesmo com aprovação da Anvisa.

Aprovando a decisão do presidente, Thalysson Cuevas acredita que a vacina precisa ser barrada. “Não se sabe ainda os efeitos colaterais dessa vacina. Os efeitos podem matar mais do que o próprio vírus”, disse.

Seguindo o mesmo pensamento, José Roberto Santos acredita que o tempo para desenvolvimento de um imunizante ainda é pequeno para obter bons resultados. “Muito pouco tempo para vacina ficar pronta”.

Contra a escolha de barrar a compra, Naldo Costa argumenta que não vê outras motivos para não comprar a não ser políticos-ideológicos. “Sou a favor da vacina, pois ela está passando por um rigoroso processo técnico-científico acompanhado pelo Instituto Butantan e ainda deve ser aprovado pela Anvisa. Se for tudo aprovado tecnicamente, sou 100% a favor”.

Vacina desenvolvida pela Sinovac, cuja compra foi desautorizada pelo presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Agência Brasil)
Vacina desenvolvida pela Sinovac, cuja compra foi desautorizada pelo presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Agência Brasil)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário