ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 32º

Enquetes

Na hora do aperto, qual conta você deixa para pagar por último?

Participe da enquete no final da matéria e deixe seu comentário nas nossas redes sociais

Por Natália Olliver | 26/05/2024 08:53
Aposentado segura boletos de dívidas de água e luz (Foto: Marcos Maluf)
Aposentado segura boletos de dívidas de água e luz (Foto: Marcos Maluf)

Na enquete deste domingo (26), o Campo Grande News quer saber qual a conta fixa que você deixa  para pagar por último na hora do aperto financeiro: cartão de crédito, IPTU, ou serviços básicos como água e energia elétrica? Escolha uma das opções no final da matéria e deixe seu comentário nas nossas redes sociais.

Diante de um cenário de endividamento que só aumenta, o panorama em Mato Grosso do Sul está longe do ideal. Em abril 64% das pessoas aceitaram o rótulo de ‘endividadas’. A porcentagem é referente a última pesquisa do Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor). Só em Campo Grande foram consultadas 17.800 famílias.

Conforme o levantamento, o número de endividados com contas foi de 95.344 pessoas no Estado e 32.579 delas alegaram não ter condições de pagar a pendência. Quanto ao motivo da dívida, 70% delas foram atribuídas ao cartão de crédito. Além disso, 44,3% das pessoas entrevistadas disseram que o problema compromete até 50% da renda.

Campo Grande -  Em abril, o cartão de crédito continuou sendo o principal motivo do endividamento em Campo Grande, mesmo com a queda de 1,2% no número de famílias endividadas. Atualmente, são 191,2 mil pessoas com débitos, sendo que 131,5 mil (68,8%) têm o parcelamento no crédito como principal motivo. Do total de endividados, 91.950 estão com contas em atraso e 36.192 alegaram não ter condições de pagar no mês da pesquisa.

Depois do cartão de crédito, estavam os carnês que acometeram 17,9% das famílias. Em seguida, está crédito pessoal (11,2%); financiamento de carro (9,8%); financiamento de casa (9,7%); crédito consignado (9%); cheque especial (0,8%); e cheque pré-datado (0,4%).

Nacional - O endividamento das famílias brasileiras aumentou pelo segundo mês seguido em abril. O número chegou a quase 79%. Ainda conforme o levantamento do Peic, a população de renda menor foi a principal responsável pelo aumento do endividamento geral. As famílias com renda até 3 salários mínimos tiveram avanço de 0,7 ponto percentual no endividamento, chegando a 80% do total.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Enquete

Na hora do aperto, qual conta você deixa para pagar por último?

O cartão de crédito

14%

IPVA ou IPTU

70%

De água ou energia elétrica

16%
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google.
Política de Privacidade e Termos de serviço.
A votação para essa enquete terminou.
Nos siga no Google Notícias