ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 22º

Enquetes

Quase todos: 97% dos leitores acham que cartórios de MS cobram taxas "abusivas"

Menos de 1% dos leitores votaram que são valores baixos

Por Guilherme Correia | 04/11/2021 08:08
Entrada de um cartório em Campo Grande. (Foto: Arquivo)
Entrada de um cartório em Campo Grande. (Foto: Arquivo)

Quase unanimidade, cerca de 97% dos leitores do Campo Grande News têm a mesma opinião a respeito de taxas cobradas pelos cartórios em Mato Grosso do Sul. A maioria dos que responderam enquete afirmam que são valores "abusivos". O restante se divide entre os que julgam normais (menos de 3%) e quase ninguém (0,6%) avalia como baixas.

Em reportagem publicada recentemente, foi relatado a dificuldade em fazer escrituras de imóveis no Estado, por conta do alto preço. O leitor Youssef Abrao conta que fez trajeto de 600 quilômetros para ir até outra unidade federativa, solicitar uma escritura. "Sim, é abusivo, extrapola o bom senso [...] além de ganhar uma viagem, economizei R$ 6 mil fazendo os documentos em outro estado".

Além dele, a leitora Beatriz Ferreira avalia como "estratosférica", e que "atrapalha o mercado imobiliário e comércio". Por fim, Luiz Carlos Benedito Hormung também relata que procurou outros lugares do Brasil para realizar tais procedimentos. "Hoje é mais fácil registrar nossos imóveis em outro estado, então vamos usar essa saída".

O tema foi discutido na Assembleia Legislativa, mas uma proposta de reduzir, em até 30%, as taxas cartorárias, ainda neste ano, não teve um encaminhamento.

Há vários tipos de cartórios, podendo ser públicos ou privados, e que funcionam para registros de nascimentos, casamentos, mortes, contratos, bens materiais, notificações judiciais, e uma série de outros procedimentos.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Nos siga no Google Notícias