ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 15º

Enquetes

Trabalhadores de serviços essenciais devem passar a ter prioridade na vacinação?

Por Guilherme Correia | 01/04/2021 09:05
Profissional de saúde insere dose de vacina Coronavac na seringa para aplicar em pessoa (Foto: Henrique Kawaminami)
Profissional de saúde insere dose de vacina Coronavac na seringa para aplicar em pessoa (Foto: Henrique Kawaminami)

Com idosos maiores de 65 anos, profissionais da saúde e portadores de doença crônicas vacinados, já é hora de priorizar os trabalhadores de serviços essenciais  na vacinação contra a covid-19? Para responder a pergunta, basta votar na enquete do dia do Campo Grande News (final desta matéria).

Mesmo que os estados e municípios tenham liberdade para definir datas e detalhes de como acontecerá a vacinação contra a covid-19 em cada lugar, o PNI (Plano Nacional de Imunização), elaborado pelo Ministério da Saúde, define os grupos prioritários a serem imunizados.

Na primeira fase estavam trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 60 anos residentes em instituições de longa permanência, pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência em residências inclusivas, além da população indígena vivendo em terras indígenas.

Conforme noticiado nesta semana, as mortes de pessoas fora do grupo de risco triplicaram neste mês. Isso leva a crer, para muitos, que novos grupos teriam de ser incluídos no programa vacinal.

Apesar disso, conforme dados da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Mato Grosso do Sul recebeu pouco mais de 446,8 mil doses - quantitativo muito distante para poder imunizar faixas etárias com menos de 60 anos, das quais são exponencialmente maiores.

Enquete

A partir de agora, trabalhadores de serviços essenciais devem ter prioridade na vacinação?

Sim

85%

Não

15%
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google.
Política de Privacidade e Termos de serviço.
A votação para essa enquete expirou.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário