ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 17º

Enquetes

"Uma vergonha", dizem leitores sobre aumento de R$ 110 no salário-mínino

Apenas 6% dos participantes da equente do Campo Grande News acham reajuste suficiente

Por Ana Oshiro | 28/12/2021 08:48
Pessoa sacando dinheiro em caixa eletrônico de banco (Foto: Kisie Ainoã)
Pessoa sacando dinheiro em caixa eletrônico de banco (Foto: Kisie Ainoã)

"Queria ver só se uns desses políticos conseguiria sobreviver com um salário mínimo desse, Uma vergonha", diz leitor do Campo Grande News, ao responder a enquete realizada nesta segunda-feira (27), sobre o aumento de R$ 110,00 para o salário-mínimo de 2022.

78% dos leitores, que participaram da votação, consideraram o aumento pouco, enquanto 16% achou razoável e 6% consideraram ser o suficiente. Com o reajuste, o salário-mínimo no Brasil passa a ser de R$ 1.210,00 a partir do dia 1º de janeiro.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

"A conta nunca fecha pra pagar todas as despesas de uma casa, esse mísere de salário, por que os políticos não ganham esse valor? Já que eles dizem de boca cheia que querem mudar as coisas, que fazem pra ajudar e por amor, então vamos ver até onde vai o amor deles com essa miséria, reclama uma leitora nas redes sociais.

A versão original do projeto da Lei Orçamentária Anual previa apenas R$ 69 a mais no salário-mínimo. Os deputados aprovaram a matéria com 358 votos contra 97; os senadores, com 51 votos contra 20.

Achando o aumento suficiente, outro leitor comentou "Não está bom? Queriam o que? Aumentar R$ 500,00 para os empregadores não conseguirem pagar e aumentar o desemprego?!".

Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salário mínimo necessário para atender as necessidades básicas de uma família brasileira de quatro pessoas subiu para R$ 5.969,17 em novembro, o maior valor da história.

Nos siga no Google Notícias