A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

20/06/2008 11:05

Banho de São João pode virar patrimônio nacional

Redação

Com mais de cem descidas pela ladeira Cunha e Cruz, em Corumbá, a tradição anual do Banho de São João ainda preserva a influência dos portugueses e árabes que deram origem ao festejo.

Hoje, a diversidade tomou conta das festas, católicos, umbanda e adeptos do candomblé compartilham as mesmas águas do Rio Paraguai, cada rito com seu santo.

Oitenta andores já foram cadastrados para descer até a prainha do Porto Geral, mas a organização do evento espera que o número chegue a cem.

De hoje até o dia 30, as festividades de São João vão fazer parte da comemoração dos 230 anos da cidade branca.

A corumbaense Rita Joana da Matta, de 48 anos, participa da festa antes mesmo de ter nascido. Há 50 anos a mãe, Dona Carlinha, começou a confeccionar andores. A mãe faleceu, hoje, a filha dá continuidade à tradição da família.

Pela primeira vez o andor de Rita vai participar do concurso de andores, a produção que começou há duas semanas está nos últimos preparativos. Suspense na decoração

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions