ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 22º

Esportes

Campeã mundial de basquete, Ruth de Souza morre de covid em MS

A ex-pivô estava internada desde o final de março em Três Lagoas, e lutava contra complicações da covid-19

Por Clayton Neves | 13/04/2021 10:49
Ruth morreu na manhã desta terça-feira (13), em Três Lagoas, onde morava coma família. (Foto: Fundesporte)
Ruth morreu na manhã desta terça-feira (13), em Três Lagoas, onde morava coma família. (Foto: Fundesporte)

Campeã mundial de basquete em 1994, Ruth Roberta de Souza, morreu na manhã desta terça-feira (13) aos 52 anos. A ex-pivô estava internada desde o final de março em Três Lagoas, e lutava contra complicações da covid-19.

“Rutão”, como carinhosamente era chamada, construiu tragetória de sucesso no esporte. Em 1991 jogou pela seleção brasileira de basquete os Jogos Pan-Americanos de Havana. Na ocasião, recebeu medalha das mãos do então presidente de Cuba, Fidel Castro.

No ano seguinte, disputou os Jogos Olímpicos de Verão, em Barcelona, e foi campeã mundial com a seleção brasileira em 1994, na Austrália.

Jogadora recebendo medalha de Fidel Castro, em 1991. (Foto: Arquivo Pessoal)
Jogadora recebendo medalha de Fidel Castro, em 1991. (Foto: Arquivo Pessoal)


Após se destacar e conquistar vitórias, Ruth voltou para Mato Grosso do Sul  onde trabalhou como técnica de basquete em Três Lagoas, integrando o quadro de servidores da Secretaria Municipal de Esporte. Em 2019, foi embaixadora dos Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul, com papel fundamental na motivação e inspiração de diversos atletas.

Desde que foi internada, familiares usavam as redes sociais da atleta para atualizar amigos e torcedores sobre o estado de saúde. No dia 29 de março uma sobrinha infomou que ela havia sido tarnsferida para a UTI do hospital onde estava internada. Com os pulmões bastante comprometidos, "Rutão" precisou ser intubada no dia 2 de abril.

Segundo a família, a ex-atleta tinha diabetes e problemas nos rins. O quadro se agravou e ela não resistiu. "Agradecemos as orações. Agora ela descansou", diz última publicação da família.

Em nota a Confederação Nacional de Basquete lamentou a perda e se referiu a ex-pivô como uma guerreira. "Ruth deixa um exemplo de como é possível combater o bom combate, ser firme, raçuda em quadra, defender as cores do Brasil, mas sem perder o Fair Play", diz o texto.

Nas redes sociais, diversas atletas e companheiras de “Rutão” dos tempos de quadra prestaram homenagens. Hortência, Magic Paula, Janeth Arcain e Miguel Ângelo da luz foram alguns dos que publicaram mensagens.

“O Basquete está triste. O que temos a fazer é agradecer  o que ela fez pelo basquete feminino”, disse Hortência. “E é com essa memória dela, sorriso lindo, inigualável, que queremos agora deixar registrado em nossa mente”, acrescentou Helen Luz.

A Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul, onde Ruth trabalhou os últimos anos também prestou homenagens. “Neste momento de extrema dor, toda a equipe de servidores da Fundesporte solidariza-se e manifesta apoio à família, colegas e amigos, com os mais sinceros sentimentos. Ruth Roberta de Souza deixará muitas saudades e será sempre lembrada, com muito carinho, por sua importante contribuição à Educação Física e ao desporto sul-mato-grossense e brasileiro”,

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário