A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/03/2009 16:18

Cezário recorre ao governo para reformar o Morenão

Redação

Na tarde de hoje, o presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Francisco Cezário, pretende se reunir com o governador do Estado, André Puccinelli, e com a prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet, para tentar viabilizar a reforma do estádio Morenão.

Obras são necessárias para que o estádio receba, do MPF (Ministério Público Federal), a autorização para aumentar o espaço liberado para torcedores, ampliando a capacidade para 35 mil pessoas. Atualmente, somente estão disponíveis 20 mil lugares, dos 45 mil existente.

"Para desinterditar o Morenão é preciso se fazer duas coisas. Primeiro, se impermeabilizar a marquise para impedir a infiltração. A segunda obra e se retirar os fragmentos que estão soltos, mas que ainda não caíram. Tudo isso deve custar algo em torno de R$ 180 mil", calcula.

A interdição foi determinada pelo MPF depois que se constatou que há pequenos pedaços de concreto se soltando da marquise, o que pode causar ferimentos se cair em uma pessoa, ou ainda "efeito manada", caso a queda de um fragmento cause pânico no público, o que pode ser ainda pior.

Segundo Cezário, a intenção é que os reparos no estádio sejam feitos até o dia do jogo Misto de Três Lagoas e o Corinthians pela Copa do Brasil, quando o fenômeno Ronaldo deve jogar, o que deve atrair um número ainda maior de torcedores.

O jogo será dia 15 de abril, às 20h50.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions