A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/09/2016 16:45

Em alta, ciclismo estreia nos Jogos Abertos com prova de resistência

Aline dos Santos
Ciclismo estrou neste sábado no Parque dos Poderes.  (Foto: Alcides Neto)Ciclismo estrou neste sábado no Parque dos Poderes. (Foto: Alcides Neto)
Walter treina até 22 horas por semana.(Foto: Alcides Neto)Walter treina até 22 horas por semana.(Foto: Alcides Neto)

Em ascensão, o ciclismo estreou na tarde deste sábado (dia 3) com prova de resistência na 38ª edição dos Jogos Abertos de Campo Grande. Com 2.250 metros, o circuito é no Parque dos Poderes. Na prova de hoje, os competidores da categoria masculina percorrem o circuito por uma hora e mais uma volta. Para as mulheres, a prova tem duração de 45 minutos mais uma volta.

“O ciclismo está em ascensão em Campo Grande. Tem muita gente pedalando”, afirma o presidente da Federação de Ciclismo, Carlos César Gimenes. Os cinco primeiros colocados pontuam para a competição das equipes e, a cada prova, os três ciclistas vencedores são premiados com medalhas.

A prova de resistência teve 60 inscritos, sendo 29 no feminino e 31 no masculino. Conforme Carlos, serão três provas no total. Amanhã, também no Parque dos Poderes, a partir das 8h, acontecem as disputas contrarrelógio e por pontos. Na disputa contra o tempo, os atletas farão trajeto de três voltas no circuito, num total de 6.750 metros. Na categoria feminina, são percorridos 4.500 metros.

Já a modalidade por pontos consiste em uma chegada a cada duas voltas, num total de dez. O atleta Walter Pimentel, 42 anos, que dedica de 20h a 22h semanais aos treinos, avalia que a prova contrarrelógio é que a mais desafia. “Tem que ser mais rápido, ter mais força”, diz o atleta, que nestes Jogos Abertos integra a equipe Bike Norte MS.

Além de dedicação, exigência mesmo para quem é amador, o ciclismo também requer investimentos para uma boa bicicleta e equipamentos. Proprietário da loja Bike Norte MS, Rosimar Cristino Teodoro Ferreira, 35 anos, afirma que o investimento médio é de R$ 6 mil. Mas há bicicleta que custa até R$ 60 mil.

Já na praça esportiva Belmar Fidalgo são os esportes coletivos que se destacam na tarde deste sábado. Debaixo da chuva intermitente, Glauciene Campos de Amorim, 31 anos, conta que pela primeira vez decidiu acompanhar um jogo para ver o esposo no beach soccer, o futebol de areia. “Eu trabalho muito. Mas hoje vou ficar aqui firme e forte”, conta Glauciene, que se divide entre emprego numa pet shop e num restaurante.

Na pequena arquibancada sem cobertura, Evertom Bonfim, 24 anos, aguardava o adversário para disputa do terceiro lugar no futebol. A profissão oficial é de segurança. “Mas já sou um quase profissional”, afirma.

A 38ª edição dos Jogos Abertos comemora os 117 anos de Campo Grande e vai até 30 de setembro. São 1.300 atletas divididos em 105 equipes. A disputa inclui 13 modalidades.

Everton faz sinal de positivo à espera de jogo de futebol de areia. (Foto: Alcides Neto)Everton faz sinal de positivo à espera de jogo de futebol de areia. (Foto: Alcides Neto)
Glauciene enfrentou garoa para ver marido jogar. (Foto: Alcides Neto)Glauciene enfrentou garoa para ver marido jogar. (Foto: Alcides Neto)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions