A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

16/08/2017 22:49

Em casa, Grêmio vence Cruzeiro por 1 a 0 e abre vantagem na Copa do Brasil

Felipe Rosa Mendes (Estadão Conteúdo)

O Grêmio fez a lição de casa e venceu o Cruzeiro por 1 a 0 no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira. Lucas Barrios, com gol aos 45 minutos do primeiro tempo, deu ao time gaúcho a vantagem de jogar por um empate na partida da volta, na próxima quarta, no Mineirão.

Na reedição de uma das semifinais do ano passado, o Grêmio controlou o jogo e construiu sua vitória no primeiro tempo, diante do recuo do rival mineiro. Na segunda etapa, o time de Mano Menezes passou a jogar melhor, porém sem equilibrar o duelo Mesmo sem exibir o mesmo ritmo da etapa inicial, o time gaúcho se saiu melhor no segundo tempo e esteve mais perto do segundo gol.

Com a vantagem no duelo dos maiores campeões do torneio, o Grêmio avança à final com um empate fora de casa. Para o Cruzeiro, é necessário devolver a derrota pelo mesmo placar para levar o confronto para os pênaltis. Ou vencer por dois ou mais gols de diferença diante de sua torcida.

O jogo - Grêmio e Cruzeiro cumpriram no primeiro os papeis que tão bem executaram ao longo da Copa do Brasil. O time da casa, dono de postura marcadamente ofensiva ao longo da temporada, foi para cima desde o começo. O Cruzeiro reproduziu o comportamento mais defensivo, tão ao estilo de Mano Menezes.

Assim, o time gaúcho dominou com facilidade nos primeiros minutos e desbravou o ataque com uma bela cabeçada de Lucas Barrios aos 12. Fábio saltou para fazer linda defesa. O goleiro seria decisivo em outra grande chance na primeira etapa. Foi aos 35, quando Pedro Rocha deu belo drible no zagueiro e bateu colocado, de fora da área. O goleiro pulou bonito para evitar o gol.

Destaque do Cruzeiro na etapa inicial, Fábio não conseguiu evitar o gol gremista aos 45 minutos. Após cruzamento da direita, Luan, sem marcação na área, bateu firme. Fábio fez boa intervenção, mas desta vez deu rebote. E, Barrios, bem colocado na área, só empurrou para as redes.

Depois do gol, Mano Menezes surpreendeu ao fazer mudança na sua defesa, ao contrário do que seria esperado. Trocou Romero por Ezequiel, lateral de ofício, no lado direito. A meta era conter as investidas de Pedro Rocha pelo lado esquerdo do ataque gremista.

Sem mudanças no setor de criação e no ataque, o Cruzeiro criou sua primeira boa chance no jogo aos 2 minutos da segunda etapa. Diogo Barbosa arriscou finalização de fora da área e Marcelo Grohe também brilhou.

Aos 14, a torcida cruzeirense ganhou motivos para se assustar e respirar aliviado em questão de segundos. O árbitro marcou pênalti em falta de Ezequiel sobre Luan. No entanto, voltou atrás logo em seguida. Avisado pelo assistente, anotou a falta fora da área, corretamente, tranquilizando os cruzeirenses.

O suspense na mudança na marcação acabou se tornando o momento de maior emoção na segunda etapa, na qual o Grêmio caiu de rendimento e o Cruzeiro não conseguiu aproveitar momentos mais favoráveis. Os erros de passe de ambos os lados e as dificuldades na armação deram o tom do segundo tempo, que deixou em aberto o confronto para o jogo da volta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions