A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/01/2015 16:43

Ex-atacante Lima comanda escolinha de futebol do Grêmio em Figueirão

Paulo Nonato de Souza
Escolinha de futebol do Grêmio em Figueirão (Foto: Jovemsulnews)Escolinha de futebol do Grêmio em Figueirão (Foto: Jovemsulnews)

O ex-atacante Lima, que nos anos de 1980 até o início de 1990 brilhou como goleador no Operário de Campo Grande, Corinthians, Santos, Grêmio, Internacional e Benfica de Portugal, espera oficializar nesta terça-feira uma parceria entre a sua empresa, a Lima9, e a Prefeitura de Figueirão, distante 240 km da Capital sul-mato-grossense, para incrementar a escolinha de futebol do Grêmio de Futebol Porto-alegrense que já comanda no município desde setembro do ano passado.

Lima conta que a escolinha conveniada do Grêmio de Porto Alegre em Figueirão é apenas a primeira que pretende estabelecer em Mato Grosso do Sul, especialmente na região norte do estado.

“Fiz questão que a primeira fosse em Figueirão porque foi aqui que dei os meus primeiros passos no futebol. Foi a partir daqui que comecei a sonhar em jogar no Operário de Campo Grande. Tenho um carinho especial por essa cidade e aqui encontrei grandes parceiros que abraçaram o projeto, como o vice-prefeito Rogério Rodrigues Rosalin”, disse Lima, de 52 anos.

Natural de Camapuã e revelado para o futebol no Operário de Campo Grande, quando o clube campo-grandense dava as cartas na região Centro-Oeste e batia de frente com os grandes do País, Lima deixou sua marca de artilheiro no campeonato sul-mato-grossense em 1979, 1980, 1981 e 1983, no Campeonato Paulista de 1984 pelo Corinthians, no Gauchão de 1987 e 1988 pelo Grêmio e de 1991 pelo Internacional. No futebol gaúcho ele teve o privilégio de ser campeão estadual no Grêmio e no Internacional.

Em 1990, quando defendia o Benfica de Portugal, Lima foi um dos candidatos ao título de melhor do mundo. Naquele ano o troféu Bola de Ouro da FIFA ficou com o alemão Lothar Matthaeus, o camisa 10 e líder da seleção alemã na conquista da Copa do Mundo na Itália.

Com toda a sua experiência dentro e fora de campo, Lima disse que espera não apenas revelar novos talentos para o futebol.

“Primeiro de tudo o garoto tem que ter boas notas na escola. É a condição para participar da escolinha. Aqui o objetivo também é orientar a garotada para o mundo do futebol, mostrando o caminho aos que querem seguir carreira", declarou.

Por enquanto o projeto social em Figueirão tem cerca de 80 jovens, incluindo crianças e adolescentes. “São garotos que vem da cidade de Figueirão e também das fazendas da região. Tem garoto que viaja mais de 50 km para treinar na escolinha”, revelou Lima.

Segundo ele, dois nomes já dispontam como belas promessas em apenas quatro meses de trabalho na escolinha.

“Daniel e Willia. Pode anotar esses nomes porque esses garotos ainda vão dar o que falar no futebol”, prevê o ex-atacante.



como é bom rever o grande Lima, realmente acompanhei muito o Lima no auge, sucesso em sua nova caminhada, e parabéns pela matéria....
 
LENILTON MARDINE NETO em 26/06/2015 07:33:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions