A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/06/2012 17:38

Hamilton vence o GP do Canadá e amplia o equilíbrio da F-1 em 2012

Paula Maciulevicius
Hamilton assumiu a liderança do campeonato com 88 pontos, contra 86 de Fernando Alonso e 85 de Sebastian Vettel. O inglês é o sétimo piloto diferente a vencer em sete corridas na temporada, um recorde na história da categoria. (Foto: Uol Esportes) Hamilton assumiu a liderança do campeonato com 88 pontos, contra 86 de Fernando Alonso e 85 de Sebastian Vettel. O inglês é o sétimo piloto diferente a vencer em sete corridas na temporada, um recorde na história da categoria. (Foto: Uol Esportes)

Lewis Hamilton deu um show no fim, ultrapassou Sebastian Vettel e Fernando Alonso nas voltas decisivas, venceu o GP do Canadá e ampliou ainda mais o equilíbrio da Fórmula 1, assumindo a liderança do campeonato com 88 pontos, contra 86 de Fernando Alonso e 85 de Sebastian Vettel.

O inglês é o sétimo piloto diferente a vencer em sete corridas na temporada, um recorde na história da categoria. Romain Grosjean, da Lotus, e Sergio Perez, da Sauber, completaram o pódio.

Hamilton, Alonso e Vettel ficaram à frente na maior parte do GP do Canadá. Quando o piloto da McLaren, então líder, entrou nos boxes para a segunda parada, os dois rivais tentaram passar os 15 giros decisivos com pneus desgastados, mas a tentativa falhou.

Com melhor rendimento, Hamilton foi buscar a diferença, ultrapassou ambos e venceu com propriedade. Depois de ser ultrapassado pelo inglês, Vettel mudou a estratégia, foi para os boxes e voltou a tempo de na última volta buscar Alonso, que a essa altura estava praticamente se arrastando no circuito e já havia sido superado por Grosjean e Perez.

Um fim empolgante para um GP que começou morno desde a largada, que foi correta, com os primeiros colocados mantendo suas posições sem grandes sustos. O único que tentou forçar foi Rosberg, que chegou a dividir curva com Webber pela quarta posição, mas perdeu a disputa, ficou para trás e acabou sendo ultrapassado por Felipe Massa e Paul di Resta, destaques no primeiro momento.

Na sexta volta Massa errou, rodou sozinho e caiu do quinto para o 12º lugar. O erro comprometeu toda a sua corrida. Apesar de ter conseguido se recuperar bem, terminando na décima posição, o piloto viu Perez, candidato à sua vaga na Ferrari no ano que vem, chegar no pódio, o que deve aumentar a pressão sobre ele.

O também brasileiro, Bruno Senna largou no 16º lugar e nunca esteve à vontade no GP do Canadá. Desde a primeira metade da corrida ele caiu para as últimas colocações. Com um rendimento muito abaixo do resto dos pilotos, ele terminou na 17ª colocação, justamente à frente das equipes menores, muito piores que a sua Williams, que emplacou Pastor Maldonado na 13ª posição. (Com informações Uol Esportes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions