A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/07/2011 17:55

Leves e agressivos, audis chamam atenção no autódromo de Campo Grande

Fabiano Arruda
Modificado, Audi A3 do campeonato tem 250 quilos a menos. (Foto: Divulgação)Modificado, Audi A3 do campeonato tem 250 quilos a menos. (Foto: Divulgação)
Organizador da competição fala de diferencias da disputa. (Foto: Pedro Peralta)Organizador da competição fala de diferencias da disputa. (Foto: Pedro Peralta)

Os campo-grandenses terão oportunidade de assistir no sábado, a partir das 11 horas, no Autódromo Internacional, o Campeonato Audi DTCC (Driver Touring Car Cup), competição que estreou neste ano no automobilismo nacional.

Dennis Rolim, um dos organizadores da disputa, que surgiu em São Paulo, explica que a intenção em criar a corrida foi de atrair pilotos não profissionais, além do chamariz que a marca alemã provoca.

“Nossas corridas são únicas, realizadas no sábado. O piloto sai da corrida, vai tocar a vida dele e na segunda-feira cuidar de seus compromissos. É o nosso diferencial”, comenta.

O carro da disputa é o Audi A3, com motor 2.0 turbo. Modificado, o veículo perde 250 quilos com materiais específicos, como fibra nas laterais e dianteira; vidros substituídos por acetato, uma espécie de acrílico. As rodas são aro 18 de silício 7, material que também prioriza a leveza.

A peça conhecida como santo antônio é aprovada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo).

A potência do motor gera 200 cavalos de potência e pode atingir pouco mais de 200 km/h. Comparado aos carros da Stock Car, por exemplo, a principal categoria do automobilismo brasileiro, a velocidade parece tímida, mas basta dar uma volta no veículo para sentir a direção agressiva que o conjunto oferece.

O Campo Grande News, a convite da organização, teve a oportunidade de pilotar o veículo no autódromo nesta quinta-feira. O carro atinge com facilidade a potência oferecida, mostra estabilidade e segurança nas curvas, além de dar ao piloto total controle na direção.

Para segurar a potência oferecida, os carros têm controle de tração ligado e ABS.

Os modelos podem oferecer mais de 300 cavalos de potência, informa Dennis. “O aumento da potência vai aumentar de acordo com o nível dos pilotos”, diz.

Na condução para o piloto, o diferencial da categoria é o sistema de injeção eletrônica pró tune. No painel do carro há uma tela de lead touch screen em que o competidor tem informações como tempo de volta, pressão de óleo, giro e temperatura do motor. Fixado no painel há um cartão de memória que armazena todas as informações para controle da equipe. “Só nossa categoria tem este dispositivo”, afirma Denis.

Projeto é colocar modelo R8 no campeonato até 2015.Projeto é colocar modelo R8 no campeonato até 2015.

Ainda conforme o organizador, o projeto é que o modelo Audi TTS faça parte da categoria principal em 2013. Dois anos depois, a intenção é colocar nas pistas o Audi R8. Ambos são referências mundiais da marca alemã.

Disputa - São 14 pilotos que disputam o campeonato, que conta com 18 carros, sendo 16 para o grid. O autódromo de Campo Grande recebe a corrida num momento acirrado de disputa pela liderança, exatamente na metade da temporada, que conta com 12 etapas.

Elias Azevedo é o atual líder do Audi DTCC, com 78 pontos, 18 a mais que a dupla formada por Idenis de Souza e Willians Farias.

As sessões livres em Campo Grande serão mais longas nesta sexta-feira com quatro sessões preparatórias de cinco minutos a mais de tempo, o que resulta em 20 minutos extras para os pilotos.

Além disso, o treino para a definição do grid de largada para a primeira corrida dura 25 minutos mais uma volta. O resultado desta prova define o grid da segunda largada, porém com os oito primeiros colocados em ordem invertida no grid.

Na Capital serão disputadas a quinta e sexta etapas, o que é outro diferencial da corrida de audis. São rodadas duplas a cada final de semana.

Depois de Campo Grande ocorrem mais três finais de semana de disputas. A sétima e oitava etapas serão no dia 27 de agosto no autódromo de Interlagos (SP). Em seguida, Curitiba (PR) recebe a disputa no dia 17 de setembro.

A temporada se encerra no dia 8 de outubro no autódromo Velopark, no Rio Grande do Sul, pista que sediou a primeira corrida do ano.



Apaixonada por automobilismo, há tempos não vejo uma matéria sobre o assunto ser tão bem escrita quanto essa!
Parabéns ao repórter! Mas, faltou uma coisa: conta a experiência de dirigir uma máquina dessas!
 
Liziane Berrocal em 14/07/2011 06:14:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions