A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

22/04/2017 08:48

Mais do que vaga na final, Palmeiras busca a recuperação hoje à noite

Paulo Nonato de Souza
Eduardo Baptista e Gilson Kleina, hoje mais um duelo dos técnicos de Palmeiras e Ponte (Foto: Palmeiras/Divulgação)Eduardo Baptista e Gilson Kleina, hoje mais um duelo dos técnicos de Palmeiras e Ponte (Foto: Palmeiras/Divulgação)

Do confronto entre Palmeiras e Ponte Preta, neste sábado, às 18 horas (MS), no Allianz Parque, em São Paulo, sairá o primeiro finalista do Paulistão 2017. Mais do que uma semifinal do Campeonato Paulista, o jogo é teste de força para os palmeirenses em uma temporada que sonha conquistar a Taça Libertadores e o Mundial de Clubes.

Com a derrota por 3 a 0 no jogo de ida, no último final de semana, em Campinas, o Palmeiras precisa vencer por quatro gols de diferença para seguir na disputa pelo título. Se ganhar por três, leva a decisão para os pênaltis. Para a Ponte Preta basta perder por até dois gols de diferença. O critério de gol fora de casa não serve como desempate.

Foi uma semana difícil para o Palmeiras. Com todo o investimento feito na formação de um elenco milionário, cerca de meio bilhão de reais, a derrota de goleada em Campinas gerou críticas e dúvidas sobre o futuro na temporada, mas também teve manifestação de apoio da sua torcida, que ontem marcou presença em frente ao Centro de Treinamento do clube para demonstrar confiança na classificação para a final.

Membros de torcidas organizadas entregaram uma carta com mensagens de incentivo. O discurso dos jogadores tem sido de respeito ao adversário e esperança na recuperação, e o lema cantado cantado por eles é "um por todos, todos por um".

A expectativa é de que o Palmeiras tenha mudanças no time titular em relação ao primeiro confronto, mas não há certeza disso até porque o técnico Eduardo Baptista fez treinos fechados ao longo da semana. “A ideia é criar alguma coisa nova para que a gente possa surpreender a Ponte”, explicou

O Palmeiras deve iniciar o jogo com Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena (Vitor Hugo) e Zé Roberto (Egídio); Felipe Melo, Willian (Róger Guedes), Tchê Tchê, Guerra e Dudu; Miguel Borja. Ponte Preta: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Yago e Artur (Jeferson); Fernando Bob, Elton e Jádson; Clayson, Lucca e Pottker



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions