A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/03/2013 10:54

Maratonista consegue completar "Desafio 24 Horas" em Campo Grande

Jéssica Benitez
Após 24 horas de prova, Carlos Dias completou etapa Campo Grande (Foto: Vanderlei Aparecido)Após 24 horas de prova, Carlos Dias completou etapa Campo Grande (Foto: Vanderlei Aparecido)

Às 10h desta manhã de páscoa o maratonista Carlos Dias conseguiu cumprir o Desafio 24 horas etapa Campo Grande, no parque Belmar Fidalgo. O atleta, que já completou a mesma maratona em Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC) e Curitiba (PR), segue agora para Goiânia (GO). Visivelmente emocionado, Carlos disse que levará a Cidade Morena no coração e agradeceu a força da população ofertada a ele.

“Vou embora desta cidade maravilhosa apaixonado por este povo lindo de Campo Grande. Estou há 20 anos na corrida e isso só me trouxe grandes emoções”, discursou ao findar mais uma etapa do desafio. Embora seja sua paixão o corredor não lançou o desafio de correr por 24 horas em cada capital do Brasil pelo simples fato de exercer a profissão.

A iniciativa pretende arrecadar fundos à Graacc (Gripo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer). Cada pessoa que se inscreve para correr ao lado do maratonista paga R$ 60 e escolhe a quantidade de horas que irá ficar ao lado do atleta. Deste valor, R$ 10 é doado para o hospital da entidade, localizado em São Paulo.

Em Campo Grande, mais de 100 pessoas participaram do Desafio e 31 fizeram a inscrição para judar o hospital.

“A distância até a lua não é tão grande. A distância que existe dentro da gente é muito maior, então está na hora de fazer esforço coletivo”, disse. Desde 2008, Carlos corre em prol do combate ao câncer infantil, missão essa que ele mesmo define como “abraçar o Brasil com as próprias pernas”. Após passar por todas as capitais do Centro-Oeste, ele segue para a Região Nordeste do país. A meta é concluir o desafio dentro de sete meses.

O currículo do atleta é vasto. Ele já cruzou o Brasil em 100 dias totalizando nove mil quilômetros de percurso. Além disso, Carlos é o único sul-americano que cruzou os quatro desertos mais extremos: Gobi (China), Saara (Egito), Antártico (Pólo Sul) e Atacama (Chile). No Nepal ele correu 103 quilômetros no lugar mais alto com mochila nas costas durante quatro dias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions