A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

27/07/2019 10:10

Mundial inédito no Brasil começa com 210 atletas de Mato Grosso do Sul

É a Copa do Mundo de Mountain Bike que tem como favoritos o canadense Cory Wallace e a italiana Gaia Ravaioli

De Costa Rica, Paulo Nonato de Souza
Arena Ramez Tebet, na região central de Costa Rica, concentra todo o circo do Mundial de Mountain Bike neste final de semana (Foto: Paulo Francis)Arena Ramez Tebet, na região central de Costa Rica, concentra todo o circo do Mundial de Mountain Bike neste final de semana (Foto: Paulo Francis)

O Campeonato Mundial de Mountain Bike 24 horas Solo chega ao Brasil pela primeira vez na história da modalidade e será disputado neste final de semana, hoje e amanhã, na cidade de Costa Rica, na região norte de Mato Grosso do Sul, com 500 atletas de 12 países na largada de logo mais ao meio-dia na Arena Ramez Tebet, no centro da cidade. São 200 atletas a mais em relação aos 300 ciclistas que disputaram o Mundial de 2018, realizado em Fort William, na Escócia.

Fora os estrangeiros, a lista de ciclistas inscritos no Mundial de 2019 tem brasileiros de 18 estados. São 210 atletas sul-mato-grossenses que irão competir ao lado de nomes consagrados, como o canadense Cory Wallace, bicampeão do mundo no masculino em 2017 e 2018, o americano Taylor Lideen, vice-campeão mundial em 2018, e a italiana Gaia Ravaioli, campeã mundial no feminino em 2017.

Cory Wallace e Gaia Ravaioli são apontados como favoritos em suas categorias, mas o fato é que o final de semana em Costa Rica está recheado de estrelas do mountain bike mundial, e isso faz prever uma disputa bastante equilibrada.

Entre os principais adversários do canadense estão o vice-campeão de 2018, o norte-americano Taylor Lideen, e o goiano radicado em Brasília, Mario Veríssimo, vencedor do Pré-Mundial de MTB em 2018. Já o britânico Andrew Howett e o paraguaio Ernesto Rodrigues correm por fora.

No feminino, três ciclistas estrangeiras, a italiana Gaia Ravaioli, a ucraniana Elena Novikova (UCR) e a britânica Naomi Freireich, despontam como favoritas ao título em Costa Rica. Suas concorrentes são as brasileiras Kátia Franco, Daniela Borges, Fabrícia Terra, Sheila Gomes e Lilian Pio.

Inaugurada em 2017, pista de mountain bike em Costa Rica, uma das mais modernas do Brasil (Foto: Paulo Francis)Inaugurada em 2017, pista de mountain bike em Costa Rica, uma das mais modernas do Brasil (Foto: Paulo Francis)

Veja abaixo a lista dos atletas da Elite Masculina e da Elite Feminina do mountain bike que estarão em ação na cidade de Costa Rica:

Elite Masculina:

Cory Wallace (Canadá) - Bicampeão do mundo 2017/2018
Taylor Lideen (EUA) - Vice-campeão mundial 2018
Mario Veríssimo (BRASIL) - Campeão brasileiro 2018
Andrew Howett (Inglaterra)
Ernesto Rodrigues (Paraguai)
Facundo Gomez (Argentina),
Francisco José (Argentina)
Santiago Gandia (Argentina)
John Pyper (Austrália)
Stuart Cornell (Austrália)
Filipe Matos (Portugal)
Pedro Maia (Portugal)

Elite Feminina:

Gaia Ravaioli (Itália) - Campeã do mundo 2017
Naomi Freireich (Inglaterra) - Campeã inglesa 2019
Franciele de Almeida (BRASIL)
Elena Novikova (Ucrânia)

O circuito de Costa Rica com 29 km de extensão promete ser um grande desafio para os atletas, porém, agradável. É que o percurso por onde os competidores vão passar tem algumas atrações turísticos de rara beleza, como a Cachoeira do Majestoso, no Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú.

Pelo regulamento, o objetivo da prova é completar o maior número de voltas no circuito dentro do tempo de 24 horas, mas no caso de empate o campeã será o atleta que terminar na frente. A cronometragem é feita com base nos dados do chip instalado na bike, e no caso de o ciclista perder o chip sua volta não será computada, podendo até ser desclassificado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions