A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

02/06/2017 10:36

Novo Bolsa-Atleta começa a valer, só falta definir critérios de patrocínios

Paulo Nonato de Souza
Marcelo Miranda, diretor-presidente da Fundesporte, avalia que o apoio também aos técnicos é um diferencial nacional (Foto: Fundesporte/Divulgação)Marcelo Miranda, diretor-presidente da Fundesporte, avalia que o apoio também aos técnicos é um diferencial nacional (Foto: Fundesporte/Divulgação)

Já estão valendo as novas regras do Bolsa-Atleta em Mato Grosso do Sul. A regulamentação do projeto que ampliou o programa no Estado, aprovado por unanimidade pela Assembléia Legislativa em sessão no dia 17 de maio, foi publicada na edição do Diário Oficial desta sexta-feira, 02.

“Já estamos trabalhando na definição dos critérios para aprovação de apoios, quais atletas e técnicos serão contemplados, e após isso publicaremos o edital do processo de seleção”, disse o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação Estadual de Esporte e Lazer), Marcelo Miranda.

Com as mudanças, os atletas de alto rendimento, que já recebiam auxílio federal, passam a receber apoio também do bolsa-atleta estadual. Pela lei anterior isso não era permitido. Além disso, a nova lei traz como novidade o bolsa-técnico para contemplar os treinadores no seu trabalho de revelação e formação de novos atletas.

Pelas regras publicadas no Diário Oficial de Mato Grosso do Sul desta sexta-feira, os recursos do programa serão liberados, prioritariamente, para atletas de rendimento nas modalidades olímpicas e paraolímpicas, e secundariamente aos atletas de modalidades olímpicas e não-paraolímpicas. Nas modalidades não-olímpicas e não-paraolímpicas poderão ser liberados patrocínios de até 20% do total de recursos orçamentários vinculados ao pagamento da Bolsa-Atleta.

Para as categorias Bolsa-Atleta Estudantil, Bolsa-Atleta Nacional (atletas que tenham participado de competição esportiva em âmbito nacional) e Bolsa-Técnico serão destinados até 30% do total de recursos vinculados às bolsas para as modalidades coletivas. Na categoria Bolsa-Atleta Estudantil, terão prioridade os atletas medalhistas nas modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude - Etapa Nacional.

O novo programa vai oferecer 100 bolsas para atletas de nível escolar, 50 para os nacionais com idade acima de 14 anos e que já participam de eventos, e 10 para a categoria Bolsa-Atleta Pódio, que são os atletas de alto rendimento já com apoio federal. Para os técnicos serão 20 bolsas, 10 de nível estudantil e 10 para treinadores de atletas de alto rendimento.

O investimento total será de R$ 1,3 milhão. Os atletas de nível escolar vão receber R$ 350, na categoria nacional o apoio sera de R$ 800, mesmo valor para os atletas pódio. A bolsa-técnica sera de R$ 500.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions