A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/10/2014 10:40

Participantes da prova reclamam do calor e falta de água durante percurso

Priscilla Peres e Viviane Oliveira
Mais de 26 mil pessoas participaram da prova realizada na manhã de hoje. (Foto: Alcides Neto)Mais de 26 mil pessoas participaram da prova realizada na manhã de hoje. (Foto: Alcides Neto)

Mais de 26 mil pessoas participaram da Meia-Maratona Volta das Nações realizada na manhã de hoje e muitos reclamam que havia pouca água disponível para aguentar o calor de 35°C e a baixa umidade relativa do ar. Uma pessoa morreu durante a prova de parada cardíaca.

O educador físico Elcio Paiva, 37, participou da corrida de 21 km e afirma que as condições climáticas geram um grande desgaste físico. "Isso tudo colabora para um mau estar, tem que hidratar muito o corpo, estar preparado", diz.

Ele critica a falta de água disponível pela organização do evento para os participantes. "Depois de 6 kg, teria que ter pontos de água a cada 2,5 km, mas não tinha", afirma Elcio, ao sugerir que provas desse tipo deveriam ser realizadas mais cedo. "Está muito calor, a largada devia ser mais cedo, antes das 7h".

Diego Rubert, participou da corrida de 10 km e entrou em contato com o Campo Grande News para dizer que faltou água nos postos de abastecimento e que viu várias pessoas passando mal em uma das partes do percurso. "Como num evento desse, após 6km, antes de uma subida, com um sol tão quente, há um descuido tão grande com os participantes?".

Já a a manicure Edna Souza, 29, de Cuiabá/MT, disse que participa de corridas em sua cidade no mesmo horário das realizadas aqui, mas que já está acostumada com o calor e se prepara bem. "Nos preparamos muito bem um dia antes, com comida leve e hidratando o corpo. No dia comemos fruta, gel com carboidrato e muita água", diz.

Vários grupos de corrida do Mato Grosso viéram para Campo Grande participar da Volta das Nações e alguns participantes comentam que Juliano Batista, que sofreu uma parada cardíaca durante a corrida e morreu, já havia passado mal em outras competições do tipo. Apesar disso, o irmão da vítima, Reinaldo Francisco da Silva, diz que ele corria constantemente.

A prova é organizada pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), em parceria com o Sesi (Serviço Social de Aprendizagem Industrial) e a TV Morena. Os organizadores ainda não se manifestaram.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions