ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 26º

Esportes

Realizando sonho, ex-zagueiro do Operário cria escolinha de futebol

O Redenção Futebol Clube foi aberta para o treinamento de meninos e meninas de 5 a 17 anos, de forma gratuita

Por Geniffer Valeriano | 20/02/2024 17:19
Alunos da escolinha durante treino no Parque Jacques da Luz (Foto: Arquivo pessoal)
Alunos da escolinha durante treino no Parque Jacques da Luz (Foto: Arquivo pessoal)

Realizando sonho pessoal, Edson da Rocha Raimundo, de 49 anos, ex-zagueiro do Operário, criou sua própria escolinha de futebol. O Redenção Futebol Clube foi aberto há três meses e já conta com 35 integrantes. A associação realiza o treinamento de meninos e meninas de 5 a 17 anos, de forma gratuita

Durante a sua passagem pela base do Operário, entre os anos de 91 a 94, Edson foi campeão juvenil e juniores. No ano de 2018 foi campeão estadual, como gerente de segurança em estádio.

“Eu tinha um sonho pessoal de evangelizar por meio do futebol [...] Hoje sou sargento da polícia militar, sou evangelista, bacharel em teologia, mas eu sempre gostei de esporte. Com a ajuda de um amigo consegui desenvolver o projeto, colocar em teoria e agora eu estou colocando na prática”, conta.

Edson da Rocha Raimundo, ex-zagueiro do Operário, diretor do Redenção Futebol Clube (Foto: Osmar Daniel Veiga)
Edson da Rocha Raimundo, ex-zagueiro do Operário, diretor do Redenção Futebol Clube (Foto: Osmar Daniel Veiga)

O sargento da PM relata que na rotina da escolinha evangelística, são realizadas orações no início e no encerramento dos treinos. “O nosso lema é salvar vidas, porque através do projeto a gente quer tirar gurizada do risco da marginalidade, quer fazer com através dos nossos ensinamentos, dos nossos aconselhamentos da palavra de Deus, eles criem uma mentalidade voltada para serem homens do bem”, explica.

O Redenção Futebol Clube está em atividade há três meses e já soma 35 participantes. Edson estima que em 10 meses já devem estar com 100 novos jogadores. Sem auxílio de patrocinadores, o evangelista diz que as doações que recebe de apoiadores cobrem apenas os gastos da escolinha.

Com as doações são compradas chuteiras, lanches e realizada a confecção dos uniformes dos jogadores. Para os treinos, Edson utiliza o campo do Centro de Convivência do Idoso, no Jacques da Luz, no Bairro Moreninhas.

Com a ajuda de patrocinadores, futuramente, o sargento pretende profissionalizar o clube e disputar a série B e A do campeonato Estadual. Pensando na profissionalização dos jogadores, Edson conta que o Redenção Futebol Clube firmou um convênio com o Operário, onde os destaques das categorias sub-13, sub-15 e sub-17 serão transferidos para o time.

Parte dos jogadores do Redenção Futebol Clube (Foto: Arquivo pessoal)
Parte dos jogadores do Redenção Futebol Clube (Foto: Arquivo pessoal)

“Em jogos do Operário, eles entram de graça. Vem com a camisa do clube e entram, porque já é um acordo nosso para que eles possam sentir o que é um jogo profissional. E eles têm gostado e a cada jogo tem aumentado as crianças que são levadas com eles”, contou.

A escolinha é voltada para meninas e meninos de 5 a 17 anos. Para participar dos treinos não é preciso pagar taxa alguma, mas é necessário que a criança tenha frequência escolar de 80% e nota mínima de 6, por matéria. Os alunos da escolinha ainda devem participar das palestras realizadas, quando houver. Entre os assuntos abordados, Edson lista os temas de drogas, abuso infantil, violência doméstica, depressão e primeiros socorros.

Para inscrever a criança ou adolescente na escolinha, os pais ou responsáveis devem preencher uma ficha de inscrição com os dados do novo aluno e assinar um termo de autorização de uso de imagem. Os interessados podem falar com Edson através do instagram: @redenção_futebol_clube_ms.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias