A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/12/2010 18:02

Com futebol em baixa, automobilismo ganha fãs e participantes em Campo Grande

Márcio Breda
Etapa do Estadual de Turismo. Foto: FAMS Etapa do Estadual de Turismo. Foto: FAMS

Há anos sem contar com times do Estado em competições nacionais mais importantes, como os Brasileiros das Séries A e B, o futebol na Capital vive uma fase de carência de torcida e apoio, mesmo tendo um estádio do porte como o Morenão como palco dos jogos. Porém, enquanto o futebol deixa de empolgar o campo-grandense, outro esporte consegue reunir em 2010 milhares de torcedores no mesmo local: o automobilismo.

Palco de etapas da Stock Car, da Fórmula Truck e da Fórmula 3 Sulamericana, o Autódromo Internacional de Campo Grande vai muito além das competições nacionais. As provas regionais de Turismo, Arrancada Profissional e Motovelocidade surpreendem pelo público, que não precisa apenas assistir. É possível participar.

O Festival de Arrancadas, que acontece geralmente em paralelo a um evento esportivo no autódromo, reúne motoristas comuns em carros comuns, que podem disputar no retão quem é o mais rápido. Tudo isso com prévia vistoria técnica, garantindo a segurança de quem disputa as provas.

Tudo começou em 2008, quando o empresário Marcos Borges, diretor da MS Sport Racing e pilotos de Arrancadas se uniram para iniciar uma campanha para levantar o esporte no Estado e acabar com os rachas nas ruas da Capital. A idéia era conscientizar os praticantes de que as disputas na rua – criminosas – podem ser substituídas pelos rachas no autódromo, com segurança e sem nenhum tipo de limite.

A iniciativa recebeu o apoio da Prefeitura Municipal, através da Funesp, da Policia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Policia Rodoviária Federal.

O Festival ganhou público. Com a iluminação na reta principal do autódromo, os organizadores decidiram passar as competições para o período noturno. Carros e motos de qualquer tipo podem participar. Não há restrições, apenas a obrigação de utilizar equipamentos de segurança, como capacetes e estar com os veículos em perfeita ordem.

“No Autódromo, o motorista pode acelerar sem colocar a sua vida e a de terceiros em perigo. Quem gosta de velocidade e adrenalina pode, além de assistir aos pegas nos 201 metros do retão, acelerar por um preço acessível”, explica Marcos Borges.

Além das arrancadas, o autódromo abriu espaço este ano para quem sonhava em acelerar pelos 3.503m da pista oficial. O Tracking Day liberou o circuito carros de rua. As regras são as mesmas do festival de Arrancadas: os veículos devem com extintores, pneus, freios e cintos de segurança em excelentes condições de uso, além de documentação em dia. O piloto sempre de capacete, tudo minuciosamente vistoriado pela equipe técnica e desportiva da Federação de Automobilismo de Mato Grosso do Sul.

Mundial de Motocross - A aposta mais alta no esporte a motor no Estado em 2010, porém, foi na realização de uma etapa do Campeonato Mundial de Motocross. Uma nova pista foi montada, localizada entre o Parque dos Poderes e a Avenida Ministro João Arinos, com mais de 100 mil metros quadrados.

O novo circuito foi construído com dois pontos altos nos extremos, com uma grande depressão no meio, em forma de "bacia". As disputas acontecem no sentido anti-horário, padrão europeu. São seis pontos de "high jump", ou saltos altos, que podem chegar a 30 metros de altura e três seções de curvas nunca construídas antes em provas de Motocross no Brasil. A pista conta ao todo com 25 mesas, pontos para saltos.

Público – Considerada uma das principais categorias do país, a Stock ar levou para o autódromo em setembro 23 mil espectadores, público pouco maior que a final do estadual de Futebol entre Comercial e Naviraiense, em maio, realizada com portões abertos.

Já a Fórmula Truck, disputada em junho, contou com mais de 30 mil espectadores, mantendo-se tradicionalmente como categoria que mais leva torcedores ao autódromo da Capital.

Transmitida ao vivo para 121 países, os dois dias de prova contaram com público somado de 40 mil pessoas, sendo 12 mil turistas e profissionais de fora do Brasil.

As disputas do Festival de Arrancadas reúnem em média 80 pilotos de carros e motos. Além dos rachas, o público lota o paddock para ver torneios de som automotivo e de manobras. O público varia bastante, mas geralmente ultrapassa a casa dos 2 mil espectadores.

Mundial de Motocross. Foto: Fernando DiasMundial de Motocross. Foto: Fernando Dias


O reconhecimento nada mais é do que fruto de um trabalho bem feito, é isso que Campo Grande esta colhendo no ramo do automobilismo atraves da MS SPORT RACING..

Meus Parabéns a todos e que 2011 seja repleto de realizações e muito mais conquistas..

Abraços

Rafael Coelho
 
Rafael Coelho em 31/12/2010 10:44:25
A equipe MS Sport Racing agradece o apoio dado pelo Campo Grande News ao Automobilismo de nosso Estado, principalmente ao amador, no ano de 2010.

Este auxílio foi fundamental no trabalho desenvolvido de conscientização da população de que lugar de velocidade é no Autódromo, principalmente nos eventos sob nossa organização, onde a segurança dos participantes e do público é item primordial.

Desejamos a todos os jornalistas, com especial referência ao Márcio Breda, que o ano de 2011 seja repleto de sucesso e boas notícias...tendo certeza que estaremos sempre juntos.
 
Marcos Borges em 30/12/2010 08:19:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions