A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/03/2013 07:47

Sem sede, clubes dependem de doação e boa vontade para treinar

Gabriel Neris
Comercial utiliza gramado no bairro Oliveira cedido por moradores (Foto: Divulgação/EC Comercial)Comercial utiliza gramado no bairro Oliveira cedido por moradores (Foto: Divulgação/EC Comercial)

Comercial e Novoperário enfrentam adversários dentro e fora de campo neste Campeonato Estadual. Sem sede própria ou um centro de treinamento, os clubes apelam para associações de moradores e residências alugadas que possam abrigar um elenco inteiro durante quase quatro meses de competição.

Dívidas trabalhistas fizeram com que o Comercial perdesse a antiga Vila Olímpica, localizada na rua Brilhante, Vila Bandeirante. Dois campos de futebol, um prédio administrativo e um salão de festas deram lugar a uma das unidades do hipermercado Comper.

Situação semelhante passou o Operário. Conhecido como “Galo da Bandeirantes”, o clube de maior tradição do futebol sul-mato-grossense viu a sede da avenida Bandeirantes se tornar garagem para venda de automóveis. Atualmente, o clube está inativo. Próximo dali, o extinto Taveirópolis viu o estádio Elias Gadia se tornar praça esportiva no bairro que leva o nome do clube.

Os jogadores do elenco do Novoperário moram numa residência localizada no bairro Nova Bandeirantes. Quem passa em frente ao alojamento, acredita que outro clube funciona no local. A pintura nada tem do Novoperário, mas sim da Portuguesa, time da Série B. A casa foi utilizada pela Lusa na campanha do ano passado.

Já os jogadores do Comercial estão morando numa residência localizada no bairro São Bento, área nobre de Campo Grande.

Sem estrutura e sem ajuda da Prefeitura, os clubes tiveram que pedir auxílio de associações de moradores e prefeituras do interior. O Novoperário treina pelo menos duas vezes na semana em Sidrolândia e Terenos. Já o Comercial utiliza um campo cedido pela associação do bairro Oliveira.

“O Comercial está mendigando ajuda. Para jogadores profissionais isso é horrível. É a primeira vez que vejo isso”, esbraveja o diretor de futebol do clube, Amarildo Carvalho. “A gente tem hora para entrar e hora para sair. O Cene, por exemplo, treina até escurecer e depois faz jogadas específicas”, cita o diretor.

Novoperário utiliza alojamento com as cores e símbolo da Portuguesa na Capital (Foto: João Garrigó)Novoperário utiliza alojamento com as cores e símbolo da Portuguesa na Capital (Foto: João Garrigó)

Em busca de estrutura, o Novoperário negocia, com a ajuda da parceira Soccer Union, um terreno localizado na saída para Sidrolândia. De acordo com o presidente do clube, Américo Ferreira, a área de 4,5 hectares ultrapassa os R$ 500 mil. A intenção é contar com três campos de futebol para o time profissional e sub-18, e alojamentos para no máximo 20 atletas.

Além de treinar em Sidrolândia e Terenos, o Novoperário conta com ajuda dos moradores dos bairros Moreninhas e União para utilizar os campo de associações. “A gente desistiu da Prefeitura, tem muito mais coisa para cuidar. Se não liberou até agora, não vai liberar mais”, reclamou Américo.

Para o diretor de futebol do Comercial, a necessidade de um campo profissional para treinamento influencia no desempenho da equipe. O Colorado é o quinto colocado do grupo A, com11 pontos. Em 10 partidas foram cinco derrotas. Já o Novoperário é o quarto colocado, com 15 pontos.

Na contramão está o Cene. O clube é dono de uma área de sete hectares no Jardim Los Angeles, na região sul de Campo Grande. O Furacão Amarelo construiu um centro de treinamento com seis campos e se deu ao luxo de construir um estádio.

Cene treina no estádio Olho do Furacão, localizado no centro de treinamento (Foto: Arquivo/Rodrigo Pazinato)Cene treina no estádio Olho do Furacão, localizado no centro de treinamento (Foto: Arquivo/Rodrigo Pazinato)

O presidente José Rodrigues conta que o clube passou por diversos locais para treinar em 2002, quando se instalou em Campo Grande. “Vivia com a mala nas costas”. Quase todo o elenco cenista mora no CT, que conta ainda com academia, cozinha e departamento médico. Rodrigues calcula que a estrutura vale hoje entre R$ 5 milhões e R$ 7 milhões.

O Cene é o melhor time do Campeonato Estadual. O time lidera o grupo A com 28 pontos. Em 11 jogos perdeu apenas um e está classificado para a segunda fase do torneio. “Trinta por cento do nosso resultado se deve a estrutura de treinamento”, valoriza. “Está dando resultado. O Cene tem chegado, não deu vexame em competições nacionais”, completa.

A falta de campo para os times da Capital chegou até a Câmara Municipal. Os vereadores Paulo Pedra (PDT) e Alceu Bueno (PSL) solicitaram ao prefeito Alcides Bernal (PP) a liberação para que os times possam treinar.

A assessoria de imprensa da Funesp (Fundação Municipal de Esporte) informou que não há previsão para que os locais sejam liberados.



Quando era guri treinei no Operário tempo de seu Elói,Carbona etc a poliesportiva parecia bem maior naquele tempo 1989 era muito legal pois vinham muitos garotos treinar e era uma satisfação jogar por um time que honrou nosso estado mas já era meio desorganizado falta de estrutura no local mas todo mundo só queria vestir a camisa preta e branca.
 
Nairton Machado em 13/03/2013 20:45:03
Bela reportagem, sem ofenças parabens aos dois clubes e seus diretores que continuando lutando diáriamente. sabemos que a culpa não é desse ou daquele e não adianta hoje ficarmos atráz de culpados, temos que buscar solução. Ja vi em outras reportagens pelo menos caso do Novoperário, eles não querem fica utilizando praça ou parque da prefeitura, é q no momento com o campeonato em andamento é preciso desta ajuda e até ja se comprometeram a fazer manuntenção dos campos para uso da pupulação. Parabens, isso mostra que vcs estão no caminho correto e não tenho duvida que logo o novoperario tera seu CT e quem vai ganhar com isso sera o campograndesse e nossa cidade sera colocada no mapa do brasil. Capital Morena da Bola!
 
ANGELO DE ALMEIDA VIEIRA em 13/03/2013 09:27:29
o Toni Vieira pode ajudar!!!! Ele vende tudo, se esconde...e ninguem lembra de mais nada....acaba o problema!!!!
 
Tasso Guerra Junior em 13/03/2013 09:07:53
Já sabia que a situação do futebol de MS era difícil, mas não imaginava que estava neste pé, de total amadorismo.
 
MARCELLO MENDES em 12/03/2013 16:45:14
É triste mais é fato ! O futebol do MS e principalmente o de Campo Grande está MORTO ! E sinceramente não sei se vai mudar.
Enquanto não trocar o comando da FFMS só nos resta lamentar, e para os que já passaram dos "30" recordar o passado glorioso do Operário e do Comercial ! É INADIMISSÍVEL uma capital com mais de 800.000 habitantes não ter uma equipe pelo menos na série B do Brasileirão ! Vamos continuar sonhando !
 
Guilherme Fonseca em 12/03/2013 16:26:46
O Novoperário vai se erguer de novo,na raça vamos levantar esse caneco.Afinal de contas somos da terra dos Guaycurus (índios guerreiros que mandavam no MS) e o Novoperário é do povo!!Alceu Bueno, é só vc mesmo para brigar aí na câmara municipal pelo esporte da nossa cidade!No próximo jogo do galo lá vai eu vou estar para prestigiar!
 
Joelcio Fernandes em 12/03/2013 15:28:40
Tudo culpa da prefeitura...
Tudo culpa dos políticos...
Mas quando esse times vão jogar, partidas oficiais, aparecem meia dúzia de torcedores... de que adianta ter lugar para treinar, ter campo próprio se não tem torcida nos estádios???
Viva o futebol do interior!!! Esse sim, tem apoio, tem torcida e tem raça... Há muito que não vejo um time da capital disputando qualquer campeonato fora do estadual.
 
Jair Pereira Bastos em 12/03/2013 15:26:28
Fico impressionado como que o Senhor Cezário deixa os clubes na mão dessa maneira, pois o mesmo poderia apoiar esses clubes ou tentar intervir por uma situação melhor. Estamos no fim da linha e que, se sonhamos em recuperar a credibilidade, devemos partir para um recomeço. Eu e, certamente a maioria dos sul-mato-grossenses, exceção apenas do presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Francisco Cezário de Oliveira e seus pares de diretoria, concordamos com o empenho do senador Delcídio do Amaral, que está dando a cara a tapa por uma nova realidade no nosso futebol, a partir de uma Federação que respeite os clubes não como cabrestos eleitorais para garantir sucessivas reeleições e mudanças de estatuto.
 
Gabriel Jordão em 12/03/2013 11:32:31
É muito facil de resolver este problema !!!
Deixem o atual presidente da federação de futebol de ms, ficar mais 30 anos no cargo !!!!
rs..rs...rs..rs..rs..rs...rs..rs.
 
carlos alberto em 12/03/2013 11:28:22
Delcidio e ai?? Falou, falou e falou mais o que fez????
 
Marcos Nogueira em 12/03/2013 11:22:06
Só lembrando que o Brinco de Ouro do Guarani e o Moisés Lucareli, da Ponte Preta, também foram leiloados. certo... agora tem que criticar o prefeito pelo fato de campo Garnde ter cinco campos aptos para os trienos dessas equipes e ele disse que não vai liberar.....critica o prefeito ou vc tem medo? medo ou pega jabá com ele?
 
Gilson Giordano em 12/03/2013 11:14:51
E VERDADE ESSE DELCIDIO NAO CONSEGUE NEM UMA VERBA PARA DOAR UMA AREA PARA OS NOSSOS PRINCIPAIS TIMES DE MATO GROSSO DO SUL NÃO COMO ADIANTA ESSE HOMEM SER DO PT
 
Carlos Alberto Cabral da silva em 12/03/2013 10:47:36
è a herança que o Sr. Carlos Alberto deixou, mas ainda tem o Fernando Bolbão que continua no clube..... Vaza meu... pro bem do Comercial.
 
Sérgio Pedro Silva em 12/03/2013 10:31:39
Empresas de grande porte poderiam ajudar, mas preferem investir em outros estados. Caso da propria Copagaz que ajuda o Santos, mas nada investe em nosso Estado.
Grandes empresas poderiam ter incentivos municipais e estaduais para ajudar na manutencao dos clubes, tanto da capital como do interior. Fora que a federacao ja deveria ter pessoas comprometidas com o esporte, o Cezario deveria dar chance a quem realmente quer salvar o futebol do Estado.
 
Julio Sergio Marques em 12/03/2013 10:17:59
Lamentável! Como os gestores do Comercial e Operário conseguiram deixar os times nessa situação?
 
Anita Ramos em 12/03/2013 09:04:30
o que os vereadores vão fazer? nem eles tem lugar pra ficarem rsrsrsrsrs!!!
eu acho que eles vão pedir ao prefeito pra deixar os times treinarem na antiga rodoviária rsrsrsrs pobre futebol de mato grosso do sul ah cade o Delcidio fala,falo e nada!!!!
 
reginaldo pereira da silva em 12/03/2013 08:44:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions