A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

03/12/2016 12:21

Sob lágrimas e aplausos, público se despede da Chape na Arena Condá

Paulo Nonato de Souza
Momento em que os caixões começaram a chegar ao estádio da Chapecoense (Foto: Globo.com)Momento em que os caixões começaram a chegar ao estádio da Chapecoense (Foto: Globo.com)

Carregados por militares, os 50 caixões das vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, ocorrido na madrugada da última terça-feira em Medellin, na Colômbia, chegaram há pouco ao estádio do clube, a Arena Condá, sob lágrimas e aplausos das pessoas que desde as primeiras horas deste sábado se aglomeram no local para acompanhar o velório coletivo.

O público no estádio alterna momentos de silêncio e de aplausos, e as vezes até entoam as famosas músicas de incentivo ao time em dias de jogos, “vamo vamo chapê” e “o campeão voltou”. Na chegada dos corpos dos jogadores, dirigentes e membros da comissão técnica, o público presente nas arquibancadas e no gramado da Arena aplaudio um a um, cada caixão. Muitos torcedores não conseguiam conter o choro.

Depois da cerimônia de honras militares no Aeroporto Serafin Enoss Bertaso, inclusive com a presença do president Michel Temer e do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, o cortejo fúnebre percorreu as principais vias da cidade antes de chegar ao estádio.

Faz frio em Chapecó, cidade do oeste de Santa Catarina, e a chuva que não para de cair desde a madrugada. Por conta disso, poucas pessoas foram às ruas para saudar o cortejo. Na Arena Condá a estimativa é de que 10 mil pessoas estejam acompanhando o velório. No local foram disponibilizados um ônibus-ambulância, um helicóptero, duas UTIs e 40 leitos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions