A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

28/08/2017 21:18

Vitória repete fórmula vencedora, bate o Coritiba e deixa a zona da degola

Estadão Conteúdo

O Vitória adotou nesta segunda-feira a mesma fórmula usada há nove dias contra o líder Corinthians, em São Paulo. E deu certo novamente com sua defesa bem postada e rápidos contra-ataques. Com gol do zagueiro Kanu no segundo tempo, o time baiano derrotou o Coritiba por 1 a 0, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e enfim deixou a zona de rebaixamento.

Com mais três pontos conquistados como visitante - 10 nos últimos 12 sob o comando do técnico Vagner Mancini -, o Vitória chegou a 25 e subiu para a 16.ª colocação, mandando a Chapecoense para a zona da degola - em 17.º com a mesma pontuação, mas pior saldo de gols (-9 a -8). Atrás deles estão Avaí (18.º também com 25 e um triunfo a menos), São Paulo (19.º com 23) e Atlético Goianiense (20.º com 18).

No Coritiba, o sinal está mais que acesso. Com apenas um ponto em dois jogos como mandante - empate com o Santos na rodada passada -, o time paranaense está logo acima do Vitória na tabela de classificação, em 15.º lugar, com 26 pontos.

Com a paralisação do Brasileirão para os jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia, Coritiba e Vitória só jogarão no dia 10 de setembro, pela 23.ª rodada. O time paranaense fará o clássico local contra o Atlético Paranaense, às 11 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba. Mais tarde, às 16 horas, o clube baiano receberá o Fluminense, no estádio Barradão, em Salvador.

Em campo, o primeiro tempo foi de nível técnico muito baixo. O Vitória jogou fechado, buscando sem sucesso algum contra-ataque, e o Coritiba não tinha forças para atacar. O time da casa teve um gol de Rafael Longuine anulado, aos 11 minutos, em lance polêmico. E o estreante meia, que chegou do Santos, desperdiçou uma cobrança de pênalti aos 43 - o goleiro Fernando Miguel espalmou.

A segunda etapa foi mais agitada. Inclusive nos primeiros instantes, quando os dois times perderam ótimas oportunidades. Mais efetivo no ataque, o Vitória conseguiu o seu gols aos 22 minutos. Rildo cabeceou errado para trás e ajudou Patric que, dentro da área do Coritiba, ajeitou para Ramon. O volante chutou de primeira, Wilson defendeu e, na sobra, Kanu só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

A partir daí, o desespero tomou conta do Coritiba. Tanto que o zagueiro Márcio foi expulso aos 35 minutos por dar um chute no atacante colombiano Tréllez. Com um a menos, o time paranaense não teve forças para obter o empate. No final, em um lance bizarro, Yago abraçou por trás Anderson e levou uma cotovelada. O árbitro paulista Flávio Rodrigues de Souza não quis saber de conversa e mostopru o cartão vermelho para os dois jogadores.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions