A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/06/2013 06:23

Bernal não quer fotos com desafetos

.

Amigo - Ontem, durante reunião entre Bernal e empresários que pretendem implantar shopping nas Moreninhas, o vereador Marcos Alex chamou o prefeito para tirar foto com o vereador Chiquinho Telles (representante das Moreninhas na Câmara).

Corte - Mas o progressista novamente deu sinais de rancor e foi logo deixando o petista sem graça: “Alex, não força a barra. Foi ele que fez o pedido de moção de repúdio contra mim”. A cena foi constrangedora.

Não é Natal - Para quebrar o gelo diante do atraso do secretário Municipal de Finanças, Wanderley Ben Hur, esperado na Câmara Municipal para prestar contas, o vereador Paulo Siufi ironizou durante a sessão de ontem. “Às vezes, até Papai Noel não aparece”.

Cabelos brancos - O atraso também deixou o líder de Bernal na Câmara, Marcos Alex, desesperado. Para tentar ganhar tempo, ele sugeriu que a sessão fosse suspensa para que as lideranças dos partidos se reunissem na esperança de, pela milésima vez, convencer os vereadores de não assinar requerimento para instalação da CPI do Calote.

Pelo amor de Deus - Sem apoio dos colegas da base aliada, o desespero de Marcos Alex chegou a tal ponto que o petista praticamente implorou para o companheiro de partido, Zeca do PT, ajudá-lo. “Levante e pede lá para suspenderem a sessão. Me ajuda aí, por favor”, falava o líder.

Cara pálida - Os índios da etnia guarani, que estiveram em Campo Grande na segunda-feira a procura do senador Delcídio do Amaral, não querem mais saber de conversa com o petista. Depois de levar o cano, ainda tiveram uma possibilidade de encontro, mas responderam que, agora, quem não quer conversa são os índios.

Ausente - Para a imprensa, reclamaram que Delcídio só é senador dos índios para o “povo de Brasília”, porque aqui em Mato Grosso do Sul não aparece há tempos para ouvir e discutir o que as aldeias têm a dizer. 

Cancelado - O assunto era importante, deixar os jornalistas a par do que realmente está travando os processos de demarcação de terras em Mato Grosso do Sul. Mas na última hora a Justiça Federal cancelou coletiva marcada para ontem. Justamente diante de confusão sobre reintegração de posse na fazenda Buriti.

Voo errado - A justificativa para o cancelamento foi "problemas de conexão aérea", que impediram que o presidente da Ajufesp (Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul), o juiz Paulo Cesar Neves, desembarcasse por aqui.

Impacto - Projeto de lei do deputado Reinaldo Azambuja quer que todas as embalagens de bebidas alcoólicas tenham fotografias de acidentes automobilísticos e mensagens de advertência sobre o risco do consumo de álcool associado à direção, assim como ocorre com os cigarros.

 

Mandetta já recebe cobranças como ministro
Quase lá – Dada como certa, a indicação de Luiz Henrique Mandetta para o Ministério da Saúde tem expectativa de anúncio para esta semana. Antes mesmo...
Moro deve levar chefe da PF em MS para Brasília
Já vai - Tudo indica que a temporada do delegado da Polícia Federal Luciano Flores na chefia da superintendência da corporação em Mato Grosso do Sul ...
Mochi prevê chamar concursados ainda em 2018
Aguardem - O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (MDB), voltou a reafirmar nesta semana que deve fazer nova chamada de aprovados em con...
Marquinhos defende carnaval de rua e cobra segurança
Contra e a favor - Os vereadores repercutiram ontem, durante sessão da Câmara Municipal de Campo Grande, a questão dos carnavais fora de época na Orl...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions