ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 10º

Jogo Aberto

Bolsonaro manda recado aos apoiadores de Contar

Por Anahi Zurutuza, Silvia Frias, Gabriela Couto e Jhefferson Gamarra | 01/07/2022 06:00
Bolsonaro durante o discurso, em evento na Capital (Foto: Marcos Maluf)
Bolsonaro durante o discurso, em evento na Capital (Foto: Marcos Maluf)

Indireta – Em evento na Capital, o presidente Jair Bolsonaro mandou recado para apoiadores do pré-candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul, Renan Contar (PRTB). Interrompido enquanto discursava, por alguém na plateia que gritava “Capitão Contar!”, Bolsonaro disse: “Esse não ouviu o que eu acabei de falar aqui no início... quando os bons se dividem, os maus vencem”. Para bom entendedor, ficou clara a indireta relacionada ao cenário político que está se formando no Estado, com bolsonaristas divididos entre o deputado estadual e o pré-candidato do PSDB, Eduardo Riedel.

O discurso – O presidente abriu o discurso dizendo que a união de forças é necessária para “vencer”. “Quando os bons se dividem ou se omitem, os maus vencem”, foi a frase exata, que depois repetiu. Ao comentar os desafios de governar, ele pontuou que “ninguém vence sozinho, devemos isso sempre a alguém, e isso é gratidão”, citando a ex-ministra e candidata ao Senado, Tereza Cristina (PP) e equipe no governo.

Sei de nada – A coluna perguntou ao deputado estadual Renan Contar quem era o dono da voz que irritou Bolsonaro, mas o pré-candidato ao Governo disse não saber. “Não sei. Meu pessoal estava todo comigo na motociata”.

Falhou na largada – Integrante da comitiva presidencial que esteve em Campo Grande na manhã de ontem (30), o ex-ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, passou sufoco para dar partida em sua motocicleta. Na largada da ‘motociata’ promovida por apoiadores na Avenida Afonso Pena, o general precisou de inúmeras tentativas para ligar o veículo, inclusive se desequilibrou e quase deixou a moto cair.

Ops – Outro ato falho cometido durante a cobertura da agenda presidencial em Campo Grande foi do portal de notícias Uol. Em uma das matérias, o site alçou Eduardo Riedel ao cargo de governador de Mato Grosso do Sul, enquanto o tucano, por enquanto, apenas pretende chegar lá.

Gafe – Seja pelo nervosismo ou pelo calor do momento, fato é que a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (Patriota), cometeu uma gafe que é recorrente nos forasteiros que visitam o Estado. Durante discurso de entrega do Condomínio Residencial Jardim Canguru, derrapou na geografia ao se referir a Mato Grosso do Sul.

"Tamo junto" – Ao manifestar apoio a Bolsonaro, esqueceu um trecho da nomenclatura. “O senhor pode contar conosco, pode contar com a prefeitura de Campo Grande, tudo o que for bom para Campo Grande e para Mato Grosso e para o Brasil...”. Neste ponto, voltou atrás rapidamente: “Mato Grosso do Sul e para o Brasil, nós vamos estar juntos!”.

Bom marido – Com a agenda atrasada, a comitiva do presidente deixou o Residencial Canguru após o meio-dia. Preocupado com a esposa, o deputado Lídio Lopes (Patri) foi até o camarim das autoridades pegar um suco e lanche para a prefeita Adriane.

Xepa - Ao retornar para devolver a taça de vidro passou pela equipe de assessores e a reportagem do Campo Grande News. Sensibilizado com a situação – todos com fome –, Lídio tratou de pegar a xepa dos salgadinhos e saiu distribuindo para quem estava do lado de fora.

Daqui - O STF (Supremo Tribunal Federal) vai analisar um mandado de segurança, protocolado na terça-feira (28), pelo advogado de Mato Grosso do Sul, Paulo Doreto, pedindo que o presidente Jair Bolsonaro encaminhe para o Congresso Nacional, em 48 horas, uma medida provisória a fim de garantir a reestruturação das carreiras da PF (Polícia Federal), do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) e PRF (Polícia Rodoviária Federal). A ação foi movida a pedido do deputado federal Luis Miranda (Republicanos-DF).

Nos siga no Google Notícias