A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


18/03/2011 06:00

De folga

Jogo Aberto

Dois telefonemas direto do Parque dos Poderes foram suficientes para implodir o bloco de oposição ao governo na Assembleia Legislativa. Aos 45 do segundo tempo, o deputado Lauro Davi mudou de idéia e o petista Cabo Almi sumiu misteriosamente da sessão.

Almi disse que teve compromissos “importantíssimos” - um seminário de violência contra a mulher e reunião na Caixa Econômica. Optou pela agenda, justo no dia em que seria oficializado o grupo, que até agora tinha o petista como maior defensor.

Por coincidência, logo depois da sessão, houve mudança da Comissão de Finanças da Assembleia, a segunda mais cobiçada na casa. Lauro Davi (PSB) assumiu, no lugar de Mara Caseiro (PTdoB)

O líder do governo na Assembleia, deputado Júnior Mocchi, garante que não houve qualquer influência do governo no caso. Segundo ele, o grupo nunca assustou porque era de "ocupação" e não de oposição, para que os nanicos conseguissem espaço nas comissões.

Em reunião para discutir reajuste salarial com professores, membro do sindicato foi pronto para agradar ao "chefe". Vestido com a camisa do Santos, time do governador, foi recebido com sorriso aberto de Puccinelli.

Os prazos dos julgamentos realizados pela Justiça Federal poderão ficar comprometidos se não forem convocados mais juízes, principalmente na segunda instância,a visa o presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais), Gabriel Wedy. Só para SP e MS são necessários mais 50.

A operação da Polícia Civil que prendeu apontadores do jogo do bicho, feita à revelia do alto comando, teve como mentor ex-dirigente da instituição, homem que tem estreitas ligações com delegada de Campo Grande. Vale lembrar que só "café pequeno" passou pelo constrangimento da prisão.

O diretor da Polícia Civil, Jorge Razanauskas, não fez nenhuma cerimônia e deixou clara a irritação diante dos questionamento sobre quebra de hierarquia na operação que prendeu apontadores do Jogo do Bicho, em Campo Grande.

Exaltado, disse não entender porque tanta polêmica sobre o caso e garantiu que o Jogo do Bicho é o último problema na lista de tarefas da Polícia Civil. Ele só não respondeu se tinha ou não conhecimento da operação.

Acadêmicos do curso de História da UFMS fizeram até um dossiê e enviaram ao MEC com denúncias e “pedido de socorro”. O principal motivo é a sequência de atestados médicos de 3 professores, que há mais de 8 meses estão de licença, remunerada.

PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...
Quórum é motivo de "gracinha" na Assembleia
Presentes! Depois de três episódios neste ano de falta de quórum para votar projetos, o tema virou até motivo de puxada de orelha em tom de brincadei...


Pois é. E querem que acreditemos e coloquemos toda nossa confiança nessa policia.
Totalmente interesseira,vingativa, irritadíssima e autoritária.
 
Orlando Lero em 18/03/2011 09:38:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions