A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Junho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/06/2019 06:00

De gari a pastor, não falta homenagem na Câmara

Ângela Kempfer e Humberto Marques

Só emprestado - Troca de gabinetes no Ministério Público Estadual virou discussão em grupos de coleguinhas do MPMS. A procuradora Sara Francisco Silva pediu um espaço apropriado, já que é cadeirante e depende de localização com acessibilidade. Ela passou então a ocupar a sala do procurador-geral adjunto de Justiça, Humberto Brites. Mas depois de um tempo, o “dono” do gabinete achou ruim e agora reivindica o espaço de volta, porque era para ser apenas “emprestado”.

Dia do pastor - Campo Grande comemorou ontem na Câmara Municipal o "Dia do Pastor Evangélico", mas dos 29 vereadores, só 19 indicaram nomes para receber a homenagem. No total, foram 38 pastores reverenciados, cerca de um terço dos homenageados no ano passado. 

Dias para os garis - Já o vereador Carlos Augusto Borges (PSB), o Carlão, quer homenagear os garis, mas de um jeito diferente. Ele apresentou Projeto de Lei para a criação do “O Programa de Valorização dos Profissionais do Sistema de Limpeza Pública Urbana do Município”. A ideia é promover atividades esportivas, culturais e educacionais para os servidores da limpeza urbana.

Jeito errado - O vereador Wellington Oliveira (PSDB) resolveu discursar contra a liberação do porte de arma no Brasil. Mas para ele, o grande problema é não saber onde colocar o armamento. “Verifico que o cidadão comum, inicialmente não tem onde guardar sua arma de fogo, e se tem o faz de maneira errônea e isso é negligente, e a consequência da negligência é sempre morte”, argumenta.

Sem cultura - Para ele, o que falta é a “cultura da arma”. “Se tivéssemos a cultura da arma de fogo não haveria tantos problemas, essa afirmação vem do atlas da violência, ainda segundo essa pesquisa o dado mais alarmante é que 55% das mortes de mulheres são originarias de armas de fogo, e de acordo com esses dados, a maioria das armas são regularizadas”.

Casado ou solteiro - Entidades que representam os cartórios e os corretores de imóveis em Mato Grosso do Sul estiveram na semana passada com o desembargador Sérgio Fernandes Martins, Corregedor-Geral de Justiça, pedindo o retorno do provimento que exigia a apresentação de certidões atualizadas para comprovação do estado civil das partes envolvidas nas transações de imóveis.

Por precaução - Para quem acha que isso é desconfiança, as entidades garantem que não se trata de suspeita de má-fé das partes. mas de “resguardar a segurança jurídica em prol da continuidade dos negócios imobiliários e da boa-fé de terceiros”, informa nota publicada pela assessoria do Tribunal de Justiça.

Os 100 mais - Fábio Trad entrou mais uma vez na lista dos parlamentares mais influentes do Congresso Nacional. É o único deputado de MS entre os 100 na lista do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar). O deputado federal aparece pelo 3º ano na relação, o segundo consecutivo.

Prova de fogo - O Conselho Nacional de Justiça coloca em debate as regras de concurso para os interessados ao posto de juiz. Na análise do CNJ, o candidato precisa ser avaliado também em critérios como liderança e gestão, competências que nem de perto são contempladas pelos concursos.

Visitas - Equipe de Alagoas esteve em Campo Grande para a Casa da Mulher Brasileira. Representantes do Tribunal de Justiça alagoano vieram conhecer como funciona a integração de serviços de atendimento e acolhimento às mulheres vítimas de violência.

Passagem de avião - A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) anunciou queda de 1,3% na tarifa aérea doméstica no primeiro trimestre de 2019, na comparação com mesmo período de 2018. Hoje no Brasil, o valor médio de uma passagem é de R$ 371,76, contra R$ 376,50 no mesmo período do ano anterior. A economia não vale nada na prática, levando em consideração que o passageiro paga pela bagagem agora.

Réus querem desconto em perícia e juiz pergunta se dá
    Tem desconto? – Como vereadores e ex-parlamentares réus na ação derivada da Coffee Break estão resistentes a meter a mão no bolso para pagar a pe...
Juiz da Auditoria Militar diz que MS vai virar RJ
Como nos morros - Juiz da Auditoria Militar, Alexandre Antunes, avisa que Mato Grosso do Sul vive um momento que, se o Estado não tomar providências ...
Procuradora do interior de MS estreia na Lava Jato
Promoção - Procuradora de Mato Grosso do Sul foi convocada para reforçar a força-tarefa da Operação Lava Jato no Ministério Público Federal de SP. Pa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions