A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/08/2012 06:00

Devia mudar

Jogo Aberto
Puccinelli e Nelsinho: saquinho de pipoca em comum(Foto: Luciana Brazil)Puccinelli e Nelsinho: saquinho de pipoca em comum(Foto: Luciana Brazil)

Bem que podia

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), comentou, durante assinatura de ordem de serviço para revitalização do Mercadão, que é a favor da liberação de salgado e refrigerante em reuniões políticas.

Álcool, não!

Para Trad, bebidas alcoólicas devem continuar proibidas. Ele deu as declarações após o evento no Mercadão, onde foram servidos pasteis aos convidados depois da assinatura.

Compartilhando

Por falar em lanchinho, o prefeito e o governador André Puccinelli protagonizaram uma cena curiosa no desfile cívico de 26 de agosto, ao dividir o mesmo saco de pipoca.

Razão

Durante o desfile que marca o aniversário de Campo Grande, Nelsinho destacou a cidade como planejada e organizada e que, por isto, a campanha para eleger o próximo prefeito deve ser marcada “pela razão”.

Sensação

Dizendo misturar sentimentos de alegria e saudade pela reta final de seu último mandato à frente da Prefeitura, Trad agradeceu “as pessoas que o ajudaram a chegar até aqui”.

Apelido

Ao comentar sobre o polêmico vídeo em que aparece pedindo votos para candidatos do PMDB em Campo Grande a servidores estaduais, o governador André Puccinelli foi informado que ganhou um apelido: coronel do Pantanal.

Brigadeiro

Puccinelli disse ficar feliz em ser representante do Pantanal, no entanto, quer chegar ao posto de brigadeiro e não coronel. E para brincar com a polêmica, adotou a postura paz e amor. “Reconhecimento e perdão são as maiores virtudes”.

Eterno slogan

O governador também falou sobre seu índice de rejeição ser baixo à frente do Governo do Estado, o que, segundo ele, é fruto de seu slogan de campanha “amor, trabalho e fé”. “Além da generosidade da população”.

Política, não

Contratado para o show de 113 anos da cidade, em pleno ano eleitoral, Michel Teló não quis fazer declarações políticas ontem. "Não posso fazer isso", resumiu.

Cuidado

Na hora de tirar foto para campanha contra a violência no trânsito, a produção pediu para que o músico ficasse em frente ao painel da Brahma, uma das patrocinadoras, mas o cantor saiu pela tangente. "Aí não fica bem. É bebida”, disse o cantor.

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


Não vejo por este lado se Fabricantes de Bebida alcoolica apoiarem esta campanha, seria mais do que justo, pegando exemplo do cigarro fazem uma publicidade para incentivar a parar de fumar o mesmo acontece com a cerveja Bebida e Direção não combinam, São as atitudes que tem que mudar e não a inibição!!!
 
leandro luzio em 28/08/2012 05:43:20
É aou menos alguém tem bom senso neste pais, chega a ser cômico uma empresa que vende bebidas patrocinar um evento contra violência no trânsito...
 
Marco Aurélio em 27/08/2012 10:42:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions