A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/05/2012 06:00

Dinheiro público em questão

Jogo Aberto
Chão ficou forrado de papel. (Foto: Everson Tavares)Chão ficou forrado de papel. (Foto: Everson Tavares)

Que feio

Mais uma vez, um evento no Parque das Nações Indígenas terminou com o chão forrado de papel, entregue ao público e jogado pelo caminho. Dessa vez, foi na gravação do DVD da dupla Munhoz e Mariano, ontem.

Não combina

Para os críticos do novo sertanejo, sobrou a crítica de que, nos tempos da "música de raiz", o modo de vida do campo, incluindo o respeito ao meio ambiente, era ressaltado.

Tique-taque

O secretário de Habitação, Carlos Marun, estava se empolgando no discurso, durante entrega de casas, no sábado, quando foi alertado por um gesto do governador. Puccinelli tirou o relógio e colocou perto do púlpito, dando a senha para o secretário encerrar a fala.

Menos, menos

Com outro gesto, Puccinelli exercitou o costumeiro "morde-assopra" em seu time de assessores. Marun, em sua fala, gabava-se de ser da confiança do chefe do Executivo. Do outro lado, o governador fazia uma mímica de "mais ou menos".

A vida e o sono

Costumeiramente pontual, mesmo nos compromissos marcados logo cedo, Puccinelli justificou no sábado seu comportamento. Disse que quem fica mais velho dorme menos. "Porque não namora".

É para o bem

No residencial entregue, os moradores foram alertados para não se preocupar com a cor azulada da água. "É o remedinho", explicou o médico Puccinelli.

Pocriai-vos

Falante, Puccinelli não se preocupou com os que discursam a favor do controle de natalidade. Disse que se a preocupação é em ter casa para morar, as pessoas podem "fazer filho", que o governo vai dar um jeito de construir habitações.

Semana "D"

Essa semana é decisiva na Câmara dos Vereadores de Campo Grande, que anda morna em ano de eleição. É que no dia 11, sexta-feira, vence o prazo de apresentação de emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2013.

Valores

Por enquanto, a proposta enviada à Câmara pelo Executivo prevê R$ 2,6 bilhões, montante considerado "conservador", para o próximo prefeiro administrar.

De olho

O prazo é sexta-feira, mas o assunto vai dominar o dia na Câmara, já que nesta segunda-feira acontece audiência pública sobre o tema na Casa. Fica a dica para quem quer estar por dentro.

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions