A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/05/2012 06:00

Dinheiro público em questão

Jogo Aberto
Chão ficou forrado de papel. (Foto: Everson Tavares)Chão ficou forrado de papel. (Foto: Everson Tavares)

Que feio

Mais uma vez, um evento no Parque das Nações Indígenas terminou com o chão forrado de papel, entregue ao público e jogado pelo caminho. Dessa vez, foi na gravação do DVD da dupla Munhoz e Mariano, ontem.

Não combina

Para os críticos do novo sertanejo, sobrou a crítica de que, nos tempos da "música de raiz", o modo de vida do campo, incluindo o respeito ao meio ambiente, era ressaltado.

Tique-taque

O secretário de Habitação, Carlos Marun, estava se empolgando no discurso, durante entrega de casas, no sábado, quando foi alertado por um gesto do governador. Puccinelli tirou o relógio e colocou perto do púlpito, dando a senha para o secretário encerrar a fala.

Menos, menos

Com outro gesto, Puccinelli exercitou o costumeiro "morde-assopra" em seu time de assessores. Marun, em sua fala, gabava-se de ser da confiança do chefe do Executivo. Do outro lado, o governador fazia uma mímica de "mais ou menos".

A vida e o sono

Costumeiramente pontual, mesmo nos compromissos marcados logo cedo, Puccinelli justificou no sábado seu comportamento. Disse que quem fica mais velho dorme menos. "Porque não namora".

É para o bem

No residencial entregue, os moradores foram alertados para não se preocupar com a cor azulada da água. "É o remedinho", explicou o médico Puccinelli.

Pocriai-vos

Falante, Puccinelli não se preocupou com os que discursam a favor do controle de natalidade. Disse que se a preocupação é em ter casa para morar, as pessoas podem "fazer filho", que o governo vai dar um jeito de construir habitações.

Semana "D"

Essa semana é decisiva na Câmara dos Vereadores de Campo Grande, que anda morna em ano de eleição. É que no dia 11, sexta-feira, vence o prazo de apresentação de emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2013.

Valores

Por enquanto, a proposta enviada à Câmara pelo Executivo prevê R$ 2,6 bilhões, montante considerado "conservador", para o próximo prefeiro administrar.

De olho

O prazo é sexta-feira, mas o assunto vai dominar o dia na Câmara, já que nesta segunda-feira acontece audiência pública sobre o tema na Casa. Fica a dica para quem quer estar por dentro.

Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions