A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/04/2016 06:00

Escola da Capital é obrigada a improvisar 'baião de dois'

Waldemar Gonçalves

Baião de dois – Na sede da ACP, o sindicato dos professores de Campo Grande, terça pela manhã, saudosos professores da rede municipal lembravam da época em que se servia merenda boa nas escolas da Capital. Segundo uma docente, na Escola Municipal Oliva Enciso, no Tiradentes, o cardápio na segunda-feira foi arroz e feijão puro. A mistura é chamada de “baião de dois”, mesmo sendo tão diferente do saboroso prato típico nordestino. Quando falta merenda, o jeito é dar biscoito água e sal às crianças.

Com que roupa? – Outra professora lembrou que este ano a Prefeitura ainda não entregou o uniforme dos alunos. “Dizem que a cor mudou para azul claro. Dizem...”. Para aula de educação artística, o improviso é tão necessário quanto lápis de cor. Como não tem caderno, tudo é feito em folhas soltas, reaproveitadas. Tinha professora com mais de duas décadas no serviço municipal dizendo: “nunca vi nossas escolas tão abandonadas”.

Lei da mordaça – O vereador Paulo Siufi (PMDB) segue firme no propósito de aprovar a chamada “lei da mordaça”, que aguarda a análise do prefeito, Alcides Bernal (PP). “Se ele for inteligente ele não vai vetar. Mas, ele não é inteligente e quero só ver a justificativa que ele vai apresentar”, disse Siufi, questionando qual será a inconstitucionalidade que o prefeito alegará para justificar o veto já anunciado.

Visitante ilustre – Por falar em “lei da mordaça”, Siufi coleta assinaturas de colegas para a liberação do título de visitante ilustre para o coordenador do movimento Escola Sem Partido, Miguel Nagib, que palestrou em Campo Grande em defesa à polêmica lei, que busca restringir o que professores podem falar de política, religião ou orientação de gênero nas escolas.

Bolsonaro – Outro visitante ilustre que a Campo Grande deve receber é o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). O convite foi feito pelo colega de partido e vereador Roberto Durães (PSC), que também pede na Câmara um título de visitante ilustre para o parlamentar e, ainda, para o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo. Ambos devem vir à Capital na primeira quinzena de maio para convenção do Partido Cristão.

Mesma tecla – Não existe sessão na Câmara Municipal sem xingamentos a Bernal. Nesta terça-feira (26), o vereador Marcos Alex (PT) gastou bom tempo com jornalistas para falar do prefeito. “Não compactuo com esse modelo de gestão com máximo coeficiente de burrice e estupidez. Se não tem gestão vira o caos”, disse o petista sobre a administração de Campo Grande.

Estratégia – Para a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), falar mal de Bernal (PP) virou estratégia política. “Bernal é o principal concorrente de todos os candidatos e neste ano eleitoral ele fica vulnerável, sem conseguir aprovação de qualquer medida que possa favorecer sua reeleição”, diz a parlamentar, confirmando sem querer a pré-candidatura do aliado.

Nem aí – Alheio às críticas, Bernal teve tempo de cair na dança em lançamento de projeto na área esportiva, ontem, no Parque Tarsila do Amaral. O prefeito chegou atrasado, mas, ao ser abordado por duas senhoras, aproveitou alguns instantes a polca paraguaia que tocava para arrastar o pé pelo salão com ambas. Depois, tirou fotos, sorriu, partiu para abertura do evento e foi embora.

É ela – Fontes internas garantem que o martelo está batido e a vice-governadora, Rose Modesto, é o nome do PSDB para concorrer à Prefeitura de Campo Grande este ano. A decisão oficial, no entanto, será anunciada em entrevista coletiva dos tucanos, ainda a ser agendada, portanto oficialmente ninguém confirma.

Base em pesquisas – O deputado estadual Rinaldo Modesto, por exemplo, vice-presidente do PSDB, disse ontem que a escolha foi baseada em pesquisas. Mas, pelo fato de ser irmão de Rose e não membro da executiva municipal, não teve acesso ao resultado.

(com a redação)

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions