ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 23º

Jogo Aberto

Exército é lento, diz Marquinhos sobre obra

Por Anahi Zurutuza | 03/11/2017 06:00

Devagar, quase parando – Para o prefeito Marquinhos Trad (PSD), o Exército está trabalhando muito devagar no recapeamento das ruas que formam o corredor sudoeste do transporte coletivo em Campo Grande. “Eles estão muito vagarosos, embora estejam realizando um bom serviço”.

No prazo – As obras nas ruas Guia Lopes, Brilhante, Bandeirantes e Marechal Deodoro têm prazo para terminar em fevereiro de 2019. “Mas, a população é imediatista”, argumentou o chefe do Executivo.

Cheio de graça - Ele ponderou que as pessoas não têm paciência e fez piada. “Se pedem um milagre de manhã e não chega depois do almoço, já estão reclamando com Deus”.

De mãos atadas – Em conversa com a imprensa, o prefeito também reclamou da burocracia exigida pela legislação e que trava a administração municipal, principalmente quando há necessidade de licitação.

Cinco meses – O chefe do Executivo lembrou de uma situação em particular, que foi o prêmio de um carro para um contribuinte que pagou à vista do IPTU de 2017. “Nós fizemos o sorteio em fevereiro, mas a licitação do veículo só ficou pronta em agosto, e era apenas para entregar um carro”.

Pop – Marquinhos é pop, já não é novidade. Por onde passa durante as agendas públicas, inclusive no Dia de Finados, pessoas o abordam para conversar e tirar fotos o tempo todo.

Bom relacionamento – Ele mesmo fez comentários sobre as abordagens. “Todo mundo vem e conversa comigo, quer tirar fotos e dar um abraço. Não ando com segurança porque sou igual a todo mundo. Daqui um tempo vão me visitar aqui”, se referindo ao Cemitério São Sebastião.

Entrevista – Chamado de comandante do combate ao narcotráfico em Mato Grosso do Sul, em entrevista ao Uol Notícias, o secretário José Carlos Barbosa, Barbosinha para os sul-mato-grossenses, criticou a omissão do governo federal em relação à segurança das fronteiras. “A criminalidade no Rio está diretamente ligada à questão do tráfico de drogas”, afirmou.

Cancelado – Ainda em luto pela morte do prefeito Ruiter Cunha (PSDB), a programação em Corumbá ainda não voltou ao normal. A última edição do ano do Programa Social Povo das Águas foi adiada. A equipe multidisciplinar que embarcaria no domingo (5) só deve viajar no dia 12.

Projeto dele - O Povo das Águas é um do projeto municipal implantado durante a primeira das três gestões de Ruiter. A caravana que leva saúde e assistência social aos ribeirinhos do Pantanal vai desta vez até Porto Morrinho, Porto Formigueiro, Porto da Manga e Porto Esperança, além de Forte Coimbra.

(Com Leonardo Rocha e Bruna Kaspary)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário