A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


22/10/2016 07:00

Família de médicos tem relação suspeita com o poder

Waldemar Gonçalves

Em família – As relações da família Siufi com o Poder Público voltaram a ganhar notoriedade. Além do vereador reeleito Paulo Siufi (PMDB), com recente condenação por ser considerado fantasma no funcionalismo municipal, a médica Rafaela Moraes Siufi Silva, filha de seu primo Adalberto Siufi, agora é investigada pelo Ministério Público Estadual.

Transferência – O MPE abriu inquérito para apurar "possível irregularidade" na cedência de Rafaela pela Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande à Fundação Carmem Prudente de Mato Grosso do Sul - Hospital de Câncer Alfredo Abrão. O inquérito está sob sigilo. 

Primo distante – Em 2013, quando o então diretor do hospital viu-se envolvido em caso conhecido como Máfia do Câncer, Paulo Siufi era presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal. À época, teve de explicar o parentesco, dizendo que são primos distantes, como mostra esta reportagem do Campo Grande News. Paulo, Rafaela e Adalberto, além de sobrenome, tem mais algo em comum: são médicos.

Conquista – Líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) reforçou ontem o que vem fazendo o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), em relação às críticas à gestão tucana em período eleitoral. “Querem falar mal do governo, por isso precisam inventar histórias, mas a realidade é a conquista em várias áreas como saúde e educação”.

MS seguro – Ao fazer entrega de viaturas e equipamentos às forças de segurança pública, ontem, Reinaldo lembrou que o Mapa da Violência coloca Mato Grosso do Sul como o terceiro Estado mais seguro do Brasil. A meta é ser o primeiro, diz ele. “Não quero dizer que tudo está bom, mas que estamos no caminho certo e a intenção é melhorar cada vez mais”.

Nossa conta – Reinaldo voltou a criticar a falta de ação da União em relação a fronteira e sistema carcerário. Falou que, apesar de recorrer ao diálogo, não vai deixar que Mato Grosso do Sul pague esta conta sozinho e que vai correr atrás dos direitos do Estado.

Breve – Além de a visita ter sido breve, a resposta de Aécio Neves (PSDB-MG) sobre a Lava Jato e repercussão da prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), também foi curta. Questionado ainda no aeroporto, o senador não respondeu, mas na segunda agenda, disse, em resumo, que o partido dá total apoio às investigações.

Apoio – Ao ser questionado sobre seu apoio ao candidato Marquinhos Trad (PSD), o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), em agenda pública ontem de manhã, respondeu apenas pedindo que todos que votaram nele no primeiro turno das eleições analisem com responsabilidade o que é melhor para Campo Grande.

Parentes 2 – Bernal também pediu para que os eleitores deixem as questões de família de lado. “Nós devemos votar, não é por conta de ser irmão de fulano ou por ser parente de ciclano, mas pelo compromisso que ele assume através do seu programa de governo”.

Campanha – Durante conversa com amigos, quando estava indo embora, o prefeito deixou escapar que iria se encontrar com Marquinhos logo após a entrega dos prêmios do IPTU. Quando questionado, disse que iriam gravar uma chamada para a campanha eleitoral.

(com Richelieu de Carlo, Leonardo Rocha e Mayara Bueno)

Marquinhos pode enfrentar 1º protesto
Deu B.O - No próximo sábado, o prefeito Maquinhos Trad (PSD) deve enfrentar o primeiro protesto desde que virou prefeito de Campo Grande. Grupo está ...
Câmara oficializa verba extra de R$ 16,8 mil a vereadores
Verba indenizatória – Cada um dos 29 vereadores terá direito a R$ 16,8 mil em verbas indenizatórias. Pelas regras estipuladas pela Câmara Municipal, ...
Até que enfim um policial que não concorda com o 'Coreia'
'Policiofobia' – O parlamentar mato-grossense José Medeiros (PSD) utilizou o Senado para criticar a cultura de “policiofobia” que, segundo ele, exist...
Se a prefeitura fosse uma empresa, já estaria falida
Crítico – A situação financeira da Prefeitura de Campo Grande está tão crítica que, mesmo com a necessidade de corte de gastos, se fosse aberto um pr...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions