A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


22/01/2019 06:00

Federação quer relatório, mas PM diz que não é obrigada

Ângela Kempfer e Gabriel Neris
Federação quer relatório, mas PM diz que não é obrigada

Pancadaria - Fotos e vídeos registrados pelo Campo Grande News, durante confusão envolvendo torcedores e a Polícia Militar no fim da tarde de domingo (21) no estádio Morenão, devem ser encaminhados pela Federação Estadual de Futebol ao TJD-MS (Tribunal de Justiça Desportiva).

Nada esportivo - Operário e Corumbaense se enfrentaram pela primeira rodada do Campeonato Estadual. O time da Capital venceu por 2 a 0. Fora do campo, o clima esquentou em meio às provocações de torcedores e a Polícia Militar atuou, inclusive com utilização de balas de borracha.

Força - Em nota, a Polícia Militar informou que foi necessária à atuação para “conter o tumulto causado pelas torcidas”. Militares do Batalhão de Operações de Choque e de Força Tática estavam do lado de fora do estádio. “Nesse sentido foi necessária a utilização de equipamentos e munições não letais” e diz ainda que “a liberação da torcida foi feita dentro dos padrões exigidos para o caso, sendo abertos os portões para uma e, após um tempo, para outra torcida”.

Sem relatório - O vice-presidente da Federação de Futebol informou que solicitou à Polícia Militar um relatório sobre a confusão. Já a PM afirma que não é obrigada a enviar nada. “Não existe a exigibilidade de confecção de relatório à Federação de Futebol”, informou em nota.

Reincidente - No ano passado, o Operário já havia protagonizado cena lamentável durante o campeonato. Jogador espancou um gandula que comemorou gol do adversário durante jogo contra o Comercial.

Em campo - Mal a senadora Simone Tebet anunciou a disposição de disputar dentro do MDB a vaga de candidata à presidência do Senado e a peregrinação de colegas começou com força. Ontem, ela passou a tarde em reuniões no gabinete, em Brasília. “Não para de chegar senador aqui”, comentou uma das assessoras.

Renan - Fiel, ela diz que só vai começar a pedir votos depois de uma conversa hoje cedo com o colega de partido, Renan Calheiros, o nome mais forte do MDB para disputa ao cargo até agora. Também na segunda-feira, o senador alagoano sinalizou que pode abrir mão em benefício da sul-mato-grossense. Avisou nas redes sociais que não quer a presidência e que o MDB tem outros bons nomes.

Fechado para balanço - Na mira do MPMS (Ministério Público Estadual) com denúncia de nepotismo na administração municipal, difícil ontem foi encontrar alguém para falar se a situação já foi resolvida em Caarapó. Na prefeitura a informação foi de que toda a equipe está em férias coletivas.

5% a menos - Outra prefeitura na mira do Ministério Público é a de Bonito. A acusação é de que 25% dos recursos cobrados de turistas por visita aos pontos turísticos do município deveriam ser repassados ao Imasul, mas segundo o MPMS só 20% vão para a conta.

Vaquinha – A prefeitura de Jardim já anunciou que não vai patrocinar o Carnaval este ano, mas os empresários parecem mobilizados para não deixar a folia minguar. Ontem à noite grupo fez reunião para decidir se terão cacife para bancar a festa. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions