ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 19º

Jogo Aberto

Fogo amigo

Por Jogo Aberto | 29/08/2012 06:00

Paraquedas

Candidata a vereadora pela coligação encabeçada pelo PMDB para prefeito, a cantora Cibely Rabelo parece ter se esquecido que ele representa a continuidade da atual administração. No pouco tempo que ela tem no horário eleitoral, critica a saúde, a educação e diz que os bairros de Campo Grande "estão abandonados".

Aliado de última hora

Cibely é candidata pelo PSD, partido do empresário Antônio João Hugo Rodrigues, o mesmo que aderiu no finzinho do prazo à candidatura de Giroto.

Análise

A 40 dias da eleição em Campo Grande, o clima ainda é "muito quieto". A opinião é do deputado Cabo Almi (PT), vice do candidato Vander Loubet. A timidez no processo eleitoral se deve a falta de recursos financeiros, avalia.

Realidade

O petista avalia que, tanto a candidatura petista como o candidato do PSDB, Reinaldo Azambuja, vão crescer nas pesquisas na reta final da campanha, o que para ele resultará num segundo turno.

Confiança

Do lado tucano, o deputado Rinaldo Modesto acredita que Azambuja vai avançar na corrida pela Prefeitura na última parte do processo eleitoral. Segundo ele, eleitores têm dito, durante agendas de campanha do PSDB, que o deputado federal é a opção “que mais inspira confiança”.

Apostas

Além disso, os tucanos acreditam que Reinaldo vai ganhar os eleitores indecisos com o decorrer do horário eleitoral gratuito de televisão, além dos debates.

Baixou o nível

Deputados estaduais lamentaram, em entrevistas durante a sessão de ontem (28) na Assembleia Legislativa, que o nível da campanha tenha “caído” com os panfletos apócrifos espalhados para atingir a candidatura de Alcides Bernal.

Adaptações

O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) comentou que o projeto de sua autoria, que proíbe a utilização de aparelhos eletrônicos com acesso à internet durante o horário de aula em escolas públicas e particulares do Estado, passa por adaptações antes de ir a plenário para votação.

Muita calma

Revelou que sua proposição vem recebendo críticas, mas que ele não quer proibir o uso de celulares nas escolas, apenas discipliná-lo. “No avião você não é proibido de entrar com o celular, você apenas tem que desligá-lo. Mesma coisa tem que ser nas escolas durante o horário de aula”.

Ainda não

A Fibria, dona de fábrica de celulosa em Três Lagoas, tem permissão das autoridades ambientais para expandir a produção, mas por enquanto, nada deve mudar. A avaliação da empresa é que, no momento, o projeto de MS não é a melhor opção para ampliação dos negócios da empresa.