ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 16º

Jogo Aberto

Fórum de Campo Grande terá “corpo de delito express”

Anahi Zurutuza, Gabriela Couto e Caroline Maldonado | 09/09/2022 06:00
Estátua da Justiça em frente ao Fórum Heitor Medeiros, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Estátua da Justiça em frente ao Fórum Heitor Medeiros, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Corpo de delito express - O Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) agora terá uma equipe dentro do Fórum de Campo Grande. O órgão fechou acordo com o Tribunal de Justiça, para agilizar o processo depois das prisões em flagrante. Antes de audiências de custódia, todo suspeito tem de passar por exame de corpo de delito, para verificar indícios de maus tratos, tortura ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes no momento da prisão.

Uma semana - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que irá definir até semana que vem se o ex-prefeito de Ivinhema, Eder Uilson Franca Lima, o Tuta (PSDB), assume de vez a Casa Civil do Estado, no lugar de Sérgio de Paula. Ele é o adjunto da pasta e está interinamente na função desde terça-feira (6), quando de Paula pediu exoneração do cargo para dar apoio à campanha de Eduardo Riedel ao Governo do Estado.

Derrota – O otimismo do candidato Carlos Bernardo (MDB) não foi suficiente para reverter sua impugnação. Em decisão unânime, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) indeferiu a candidatura dele nesta quarta-feira (8), com base nos argumentos da Procuradoria Regional Eleitoral de que o emedebista está inelegível, uma vez que foi condenado por fazer uma doação irregular para campanha em 2020. A confiança em seus advogados era tanta que o candidato chegou a anunciar, em evento de campanha, que “na próxima semana” sairia “um resultado favorável”. Não deu.

Em manutenção - Desde quarta-feira (7), o site da Assembleia Legislativa está fora do ar. A página segue em manutenção. Vale lembrar que os deputados não realizaram sessão nesta quinta-feira (8) por conta das obras de reforma do prédio que começaram há dois anos. Somente nesta semana, a parte elétrica da Casa de Leis foi trocada. Na véspera da eleição e com praticamente todos buscando algum cargo eletivo, os parlamentares ganharam uma semana de “folga” do plenário, já que saíram na última terça e só retornam na próxima para a sessão ordinária.

Urnas eletrônicas - Em todo país, elas serão submetidas a testes de integridade, enquanto os sistemas eleitorais passarão por teste de autenticidade. Em Mato Grosso do Sul, o sorteio das seções eleitorais a serem testadas será no dia 1º de outubro, às 8h no plenário do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral). Entidades representativas da sociedade podem participar do evento, desde que solicitem credenciamento até o dia 12 de setembro.

Voto no papel - Como de praxe, no dia das votações, os números anotados em cédulas preenchidas são digitados, um a um, nas 20 urnas eletrônicas escolhidas. Os votos em papel são confrontados com o da urna. Assim, é feito o teste para saber se os votos estão sendo registrados corretamente. Outras três urnas passam pelo teste de autenticidade, em que assinaturas e resumos digitais dos sistemas eleitorais são verificados para certificar que são os mesmos que foram lacrados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Encontro de novo – Pela segunda vez durante a campanha, as candidatas Giselle Marques (PT) e Rose Modesto (União Brasil) terão “encontro”. Desta vez, elas dividirão a atenção dos eleitores de Jardim e Bonito. A petista visita o comércio, assentamentos e lideranças comunitárias das duas cidades nesta sexta-feira (9). Rose terá encontros marcados em residências de apoiadores nestes mesmos municípios, mas acrescentou passagem por Bela Vista em sua agenda.

Pelo interior – Adonis Marcos (Psol), Eduardo Riedel (PSDB) e Marquinhos Trad (PSD) também fazem campanha no interior. Enquanto o psolista tem reuniões em Aquidauana e Anastácio, o tucano faz caminhadas em Alcinópolis, Costa Rica e Chapadão do Sul. O ex-prefeito da Capital vai para Ponta Porã. André Puccinelli (MDB) tem agenda em Aquidauana. Capital Contar (PRTB) tem atividades na Capital.

Votação atrasada - Nomeações de membros de conselhos regionais, municipais e tutelares foram informadas em ofício à Câmara Municipal para que os vereadores aprovassem ou não, na sessão de ontem (8). Um detalhe é que as nomeações são do primeiro semestre deste ano. Ou seja, a votação dos parlamentares não muda nada na prática. O vereador Prof. André (Rede) não deixou passar. “Esse ofício teria que ter sido enviado imediatamente após o ato da prefeita e não agora, um semestre depois”, reclamou antes do Legislativo aprovar as escolhas do Executivo para os conselhos.

Invioláveis - Vereadores analisam na próxima terça-feira (13) se derrubam ou não dois vetos da prefeita Adriane Lopes (Patriota) a projetos aprovados pelo Legislativo municipal. Uma das propostas previa o obrigatoriedade de lacres em embalagens transportadas por sistema de delivery.

Nos siga no Google Notícias