ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 35º

Jogo Aberto

General que chefiou Exército em MS vai presidir Itaipu

Marta Ferreira | 25/02/2021 06:00
O general João Francisco Ferreira, que já chefiou CMO e agora vai presidir usina binacional. (Foto: Divulgação)
O general João Francisco Ferreira, que já chefiou CMO e agora vai presidir usina binacional. (Foto: Divulgação)

Passou aqui - Escolhido para presidir a Itaipu Binacional, o general da reserva João Francisco Ferreira chefiou, de 2011 a 2014, o CMO (Comando Militar do Oeste), sediado em Campo Grande. Ferreira vai substituir Joaquim Silva e Luna, indicado para presidir a Petrobras no lugar de Roberto Castello Branco.

Projeto fracassado – A gestão do general no Comando Militar do Oeste marcou o início da implantação do Sisfron, sistema de vigilância da região de fronteira contra o crime. Até hoje, o projeto não decolou, principalmente em razão da não aplicação de recursos financeiros previstos.

Situação ruim – Entraram para a lista de pedidos de prorrogação do decreto de calamidade pública devido à pandemia da covid-19 os municípios de Ivinhema, Naviraí e Rio Brilhante. Os deputados devem votar o projeto que estende o status até o dia 30 de junho de 2021.

Feito- Desde o começo das atividades na Assembleia este ano já foram prorrogados os prazos para mais seis meses de decreto de calamidade pública nos municípios de Terenos, Ladário, Costa Rica, Batayporã e Campo Grande.

Empacado – O presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador Carlos Eduardo Contar, comprometeu-se em agendar para os próximos dias uma reunião de trabalho para retomar na discussão do projeto das taxas cobradas pelos cartórios. O assunto vem sendo debatido há tempos, sem êxito, em razão da polêmica em torno do aumento dos valores cobrados

 Quem- A conversa será entre representantes Tribunal, da Assembleia Legislativa e Fiems (Federação das Industrias de Mato Grosso do Sul).

 Fiel aliado - O senador Nelsinho Trad, líder da bancada do PSD no Senado Federal, foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para comparecer no Palácio do Planalto na noite desta terça-feira. Na oportunidade, foi informado sobre a Medida Provisória (MP) que trata sobre a capitalização da Eletrobras.

Será? - Nelsinho, é bom lembrar, tem sido cotado para assumir posição de ministro no governo de Bolsonaro. A pasta das Minas e Energia é cogitada.

Perdas - Afastada desde 2018 do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, perdeu em torno de um terço do salário de lá para cá. Agora, está prestes a ser aposentada compulsoriamente e já há apostas em nomes que podem ocupar sua vaga.

Apostas - Entre os nomes, estão o de um ex-casal do Ministério Público, origem da magistrada, Paulo Passos, ex-chefe do órgão ministerial, e Jaceguara Dantas da Silva. A coluna apurou que os dois têm interesse e condições políticas de estar na lista tríplice a ser apresentada ao governador para a escolha, caso se concretize a aposentadoria determinada pelo Conselho Nacional de Justiça.  Paulo Passos e Jaceguara eram casados tempos recentes e agora podem virar "concorrentes" ao cargo de desembargador.

Corrigindo - Depois de repórter do Campo Grande News ser barrado no plenário da Câmara Municipal por não usar blazer, a direção da Casa informou que houve equívoco e que, apesar de a obrigatoriedade constar em regimento interno, o uso desse tipo de vestimenta há muito tempo não é obrigatório a quem visita a Câmara.

Nos siga no Google Notícias