ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Genro faz homenagem ao sogro em parede da Governadoria

Maristela Brunetto, Gabriela Couto, Caroline Maldonado e Anahi Zurutuza | 30/03/2023 06:00
Eduardo Rocha com 3 ex-governadores em quadro na parede. (Foto: Reprodução redes sociais)
Eduardo Rocha com 3 ex-governadores em quadro na parede. (Foto: Reprodução redes sociais)

- Admirador declarado do sogro, o chefe da casa Civil, Eduardo Rocha (MDB). não esqueceu do velho senador Ramez Tebet, pai da ministra Simone Tebet. Além de quadros oficiais, com as fotografias do ex e do atual governador do Estado, Reinaldo Azambuja e Eduardo Riedel, a imagem de Ramez aparece em lugar de destaque na mesma parede. As cores, já desgastadas, são de quando ele assumiu o governo por um ano, entre 1986 e 1987, no lugar de Wilson Barbosa Martins, que saiu para concorrer ao Senado.

Orçamento - Enquanto o TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) faz inspeção extraordinária sobre a folha de pagamento da prefeitura de Campo Grande, o município sustenta que não há irregularidades e, coincidência ou não, tem publicado no Diário Oficial os balanços das diversas secretarias. As últimas edições trazem suplementos e mais suplementos com balanços orçamentários.

Mundo dos bichos - O sonho de consumo de quem depende do transporte coletivo é o frescor de um ar-condicionado durante o percurso. Mas se depender do vereador André Luiz (Rede), os bichos podem usufruir do conforto antes. Depois da morte da cadelinha Prada, durante transporte por um pet shop de Campo Grande, ele apresentou projeto de lei para exigir que esses estabelecimentos garantam veículos climatizados para os animais.

Saga dos impostos - O governo estadual criou o Comitê de Estudos da Reforma Tributária Constitucional de Mato Grosso do Sul, para acompanhar o debate nacional sobre mudanças na arrecadação de impostos. Serão 12 membros do governo, entre eles, os secretários de Estado de Fazenda e de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação; o procurador-geral do Estado e um consultor legislativo.

Trabalho longo - O grupo deverá verificar os encaminhamentos da reforma e de que maneira vai produzir reflexos em Mato Grosso do Sul, seja nos cofres estaduais, na economia de forma geral, nos planos de desenvolvimento que exigem verbas e na vida dos cidadãos. O presidente será o secretário de Fazenda, Flávio César, cuja pasta dará o suporte para os trabalhos.

Ambiente inseguro - Episódios de violência no ambiente escolar esparramados pelo País ligaram o sinal de alerta de muita gente sobre a exposição a riscos dos profissionais da educação. A Câmara Municipal vai debater o tema, durante uma audiência pública no próximo dia 3, a partir das 14h. Em Campo Grande, na semana passada, um adolescente foi contido com uma arma fake quando tentava intimidar a diretoria. Depois se descobriu que era falsa, mas causou pânico nos corredores.

Insegurança nos direitos - Se com os professores a preocupação é a integridade física, com os motoristas de aplicativo os parlamentares estão preocupados com os direitos. A Câmara também voltou a colocar na pauta situação jurídica dos profissionais, abordando se o enquadramento como celetista ou como autônomo seria o ideal para a proteção deles em relação às empresas de aplicativos, um debate, aliás, que atravessa fronteiras, tanto que existe a expressão “uberização”.

Até vocês, “los hermanos” – Não é só o Brasil que ignora a existência do Mato Grosso “DO SUL”. Notícia do Clarín, jornal de maior audiência da Argentina, errou ao escrever sobre a prisão de um dos narcotraficantes mais procurados do país, pego aqui em solo sul-mato-grossense. O portal deu o crédito da captura à PRF (Polícia Rodoviária Federal) do “Mato Grosso”.

Pane no GPS – Apesar de abrir o texto falando da prisão em cidade da região central de Mato Grosso do Sul – Jaraguari, no caso –, o jornalista que escreveu a matéria parece perdido com as localizações geográficas das cidades brasileiras. Cita que Jorge Adalid Granier Ruiz, conhecido como “Narcofantasma” ou “Nono”, viajava de Rondonópolis (MT) para Campo Grande (MS), mas tratando a Cidade Morena como capital do estado vizinho.

Generalizado - O jornal La Nacion também pisou feio, mas foi além. “Pinçou” Jaraguari – cidade de 7 mil habitantes vizinha à capital sul-mato-grossense – e “despejou” no meio do Rio Grande. Pelo menos não se esqueceu do complemento, o “do Sul”.

Nos siga no Google Notícias