A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/10/2016 06:00

Governo recorre à Justiça para que Prefeitura quite débito

Waldemar Gonçalves

Cobrança – O Governo do Estado precisou ir à Justiça para cobrar uma dívida de R$ 47 mil da Prefeitura de Campo Grande, referente a multa aplicada pelo TCE (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul). O Município foi penalizado por irregularidades em contratos de 2014 e, na ocasião, a multa era de R$ 31 mil. Mas, como não foi paga, a pena agora foi corrigida nos valores atuais.

Penhora – A Justiça acatou o pedido do Estado e mandou a Prefeitura pagar o débito em cinco dias. Caso contrário, bens no mesmo valor deverão ser penhorados para quitação do débito.

Dificuldades – A CPI da Vacina da Câmara Municipal de Campo Grande segue tendo problemas com os documentos enviados pela Prefeitura. A última foi que a Secretaria de Saúde, ao invés de mandar relatório sobre as vacinas, enviou documento de sindicância realizada na Fundação Municipal de Esporte.

Cheio de disposição – O senador Pedro Chaves (PSC-MS) continua mostrando disposição de sobra para a atividade parlamentar. Ontem, no Facebook, listou uma sequência das visitas que recebeu: prefeitos e vereadores eleitos em seis municípios.

Municipalista – “Considero como importante essas visitas porque provoca maior aproximação entre o município e o Senado Federal. Como municipalista, claro, me sinto muito à vontade em conversar sobre os municípios e suas demandas”, escreveu o senador.

Voto tranquilo – O deputado estadual Cabo Almi (PT), na última sessão antes das eleições, pediu que a população de Campo Grande vá às urnas no próximo domingo escolher seu prefeito e “participar deste momento democrático, importante para cidade”. Ainda ponderou que a Polícia Militar deve disponibilizar o efetivo para que a eleição seja tranquila.

Tudo planejado – Ex-comandante da PM, o deputado estadual Coronel David (PSC) também se manifestou sobre o assunto abordado pelo colega petista. Disse que conversou com o atual comandante, coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira, sobre os preparativos para a eleição em todos os locais de votação. "Tudo já está planejado e espero que os indecisos possam escolher a melhor opção", conclui o parlamentar.

Medida de bom senso – Pedro Kemp (PT) ressaltou que o seu pedido para adiar a votação de projeto sobre a Polícia Civil, que trata de mudanças nos concursos, não foi para "emperrar ou atrasar" os trabalhos na segurança pública. “Apenas uma medida de bom senso" para que a categoria possa negociar com o governo estadual.

Diálogo – Rinaldo Modesto (PSDB), líder do Governo, também ressaltou que espera um acordo entre as partes. "Diálogo acima de tudo".

Passou batido – No aniversário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista foi lembrado por Cabo Almi (PT). Ele enalteceu o fato na tribuna da Assembleia Legislativa. Apesar da manifestação, não houve reação ou comentários dos colegas, que não ligaram para os 71 anos completados pelo petista ontem.

(com Leonardo Rocha, Mayara Bueno e Richelieu de Carlo)

MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...
Dois anos após "febre", Uber perde motoristas
Debandada – Quase dois anos depois de chegar a Campo Grande, e depois de muita polêmica, a plataforma de transporte por aplicativo mais conhecida, a ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions