A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Agosto de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/07/2019 07:00

Liberdade de Giroto agora depende de Dias Toffoli

Anahi Zurutuza e Fernanda Palheta
Giroto durante audiência no Fórum da Justiça Federal em maio. (Foto: Arquivo)Giroto durante audiência no Fórum da Justiça Federal em maio. (Foto: Arquivo)

Tente outra vez – No STF (Supremo Tribunal Federal), a defesa de Edson Giroto reforça pedido para que o cliente, preso há um ano e dois meses, seja solto. A última chance de liberdade provisória ao ex-deputado federal, alvo da Operação Lama Asfáltica, está nas mãos do ministro Dias Toffoli. No fim de junho, a ministra Laurita Vaz, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), negou mais uma vez pedido de liberdade do réu, levando em consideração que ele já tem condenação e que responde a outras cinco ações penais derivadas da Lama Asfáltica.

Excesso de prazo – Assim como no STJ, a defesa alega no STF excesso de prazo, quando o acusado fica preso por muito tempo sem julgamento. O pedido no Supremo tinha previsão para ser julgado nesta quinta-feira (25), mas não foi incluído na pauta, também ressaltaram os advogados de Giroto para apressar os ministros.

Sem motivo – A defesa ainda argumenta que não há motivo para manter Giroto preso, uma vez que não há risco que ele continue cometendo crimes. “O peticionante já está afastado do cargo público desde 2014, além de que, em 2018 foi eleito grupo político diverso para ocupar o Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, motivo pelo qual não mais subsiste qualquer risco de reiteração delitiva”, diz a petição.

Empurra empurra - O primeiro astronauta brasileiro a embarcar em uma missão espacial e ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, chegou a Campo Grande para participar da 71ª Reunião Anual da SBPC com esquema de segurança reforçado. Pontes percorreu a Avenida da Ciência com um cordão de isolamento causando um empurra empurra por onde passou. Mas, apenas dos seguranças, agachadas e engatinhando entre os adultos, as crianças conseguiram se aproximar e ver o astronauta e ministro de perto.

Vida de astronauta - A conferência do ministro começou com um relato pessoal. Marcos Pontes relatou ao público a sua trajetória para realizar o sonho de ser astronauta. Ele lembrou que, quando morava no interior de São Paulo e trabalhava, as pessoas riam quando ele dizia que queria ser astronauta. O ministro ainda deixou uma mensagem motivacional para as pessoas perseguirem seus sonhos. E parece que ele realmente acendeu o patriotismo na plateia. O hino nacional marcou a abertura da conferência do ministro. Mas um problema técnico do som interrompeu a música. A plateia continuou o hino a capela. O público não parou na primeira parte é cantou o hino até o final.

Relato presidencial - Marcos Pontes contou aos jornalistas que o presidente Jair Bolsonaro admitiu, em conversa com ele, "ter puxado demais" o discurso em relação às críticas ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em relação aos dados divulgados sobre desmatamento. Apesar disso, criticou o presidente do Instituto, Ricardo Galvão, por rebater Bolsonaro. No entendimento dele, de origem militar, a hierarquia deve ser respeitada sempre.

Páreo - Em solenidade sobre segurança pública, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) brincou com o presidente da OAB-MS, Mansour Elias Karmouche, que ele poderia ser até seu adversário na eleição do ano que vem, para prefeitura de Campo Grande, porque seria uma das boas lideranças no páreo. Já Karmouche recuou alegando não ter a intenção de concorrer porque vai focar na gestão na OAB-MS.

Plaquinha - Karmouche aproveitou a presença de várias autoridades na sede da instituição, para fazer o descerramento de placa em comemoração aos 40 anos da seccional de Mato Grosso do Sul. Para comemorar a data, a entidade vai promover uma série de eventos e atividades. Entre elas, o baile dos filiados no próximo dia 10, assim como a solenidade principal que vai ocorrer no dia 29 de agosto, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo.

Que fase - O advogado Júlio César Marques não tem vivido bons dias. Na semana passada, desistiu do cliente Mirguel Arcanjo Camilo Junior, assassino confesso do tio, Osvaldo Foglia Junior, depois do descumprimento de dois combinados com a polícia. Na terça-feira, 24, envolveu-se em confusão durante audiência no Fórum de Campo Grande e foi levado para a delegacia sob acusação de desacatar a juíza Cíntia Letterielo.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions