ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Contra-ataque

Por Jogo Aberto | 12/03/2011 07:00

O governador André Puccinelli apresentou ao ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, o que ele chamou de “dinastia Trad”, começando pelo prefeito Nelsinho Trad, passando pelo deputado federal Fábio Trad, lembrando que ele sucedeu o pai (Nelson Trad), e falando ainda do deputado estadual Marquinhos Trad.

Ao falar de Marquinhos, Puccinelli tratou de fazer uma brincadeira com relação à postura independente do deputado. “Tem o caçula, estadual, que é o rebelde, mas nós vamos enquadrar”, afirmou.

Enquanto falava ao ministro, na Base Aérea, Puccinelli foi interrompido por um barulho, vindo de trás. “Dá pra fazer silêncio?”, repreendeu. Em seguida, demonstrou que, na verdade, estava contagiado pelo ambiente militar. “Eu seria um bom general, não acha?”, perguntou.

O pai do centro-avante Tiago Martins, do Comercial, faleceu na quinta-feira, mas mesmo assim o atleta decidiu jogar o clássico Comerário pela abertura do Campeonato Estadual. Tiago disse ao presidente do time, Carlos Alberto de Assis, que a mãe dele pediu para ele jogar e que os irmãos estão cuidando do enterro.

O diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esportes), Carlos Alberto de Assis, será o novo presidente do diretório municipal de Campo Grande do PSDB. Ele encabeça chapa única para a eleição do próximo dia 27.

Já definido como futuro presidente do partido, Carlos Alberto de Assis antecipou a pergunta de muitos jornalistas e afirmou que o partido terá candidato próprio a prefeito de Campo Grande em 2012.

O ex-senador Lúdio Coelho será homenageado durante o lançamento da Expogrande, na segunda-feira, com um selo comemorativo. Lúdio participou das 73 edições da Expogrande, expondo, vendendo e comprando animais.

O cantor Lobão foi o mais comentado do Twitter no Brasil graças a um ataque de fúria no Programa “Pânico”, da rádio Jovem Pan, em que ele criticou a banda Restart, Fiuk e principalmente o cantor sul-mato-grossense Luan Santana.

Lobão afirmou que Luan Santana é “uma coisa horrorosa" e que ouvir o cantor sertanejo "é uma cicatriz no cerebelo, você nunca mais vai se livrar dessa mazela". Ele disse ainda que o gênero sertanejo universitário é "o fim" e "coisa de idiota".

O empresário do cantor Luan Santana, Anderson Ricardo, respondeu a Lobão pelo Twitter. "Você sim deve ser um bom exemplo, pela sua história de vida, né?".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário