ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 15º

Jogo Aberto

Marquinhos defende vacina e diz estar ansioso para tomar dose

Por Tainá Jara, Clayton Neves e Gabriela Couto | 26/02/2021 06:00
Marquinhos Trad ao lado de cartaz sobre a vacina da covid-19, que ele defende como eficaz. (Foto: Divulgação)
Marquinhos Trad ao lado de cartaz sobre a vacina da covid-19, que ele defende como eficaz. (Foto: Divulgação)

Sossegado - Em meio a discussões sobre eficácia e segurança da vacina contra a covid-19, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) se disse tranquilo em tomar a dose. Segundo ele, vacinação sempre foi tradição na família. “Sempre vacinei minhas quatro filhas e nunca perguntei de onde veio. Tríplice viral, BCG. Nunca perguntei a eficácia”, observou.

Evolução - Ao defender o antígeno, Marquinhos afirmou que, inclusive, acredita que o novo imunizante seja ainda melhor que os já conhecidos e usados pela população. “Acredito que essa, pela primeira vez no Brasil, é mais eficiente do que todas as outras porque se pode acompanhar como de fato  acontece [a produção]”, afirmou.

Ansioso - Enquanto espera o envio de novas doses, Marquinhos explica que a intenção é que a vacinação atinja outras faixas etárias, inclusive a dele, que tem 55 anos.
"Esperando a minha hora para também entrar na fila”, relatou.

No ataque – O comércio continua culpar o poder público pela queda nas vendas e não funcionamento pleno da economia durante a pandemia. Em nota, a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) afirma que a categoria está fazendo a lição de casa ao cumprir as normas de biossegurança.  Segundo a entidade, de nada adiantam tantos cuidados, se a primeira opção das prefeituras do interior é mandar os pacientes para a Capital.

Responsabilidade – A CDL também citou que Campo Grande foi novamente pintada de vermelho, referência ao último relatório do programa Prosseguir, apontando aumento na ocupação de leitos. “Não por campo-grandenses, e sim por pacientes vindos do interior, que sobrecarregam o nosso sistema, inflando os números e colocando a capital em alerta”, diz o texto.

 Calendário -  A Assembleia Legislativa decidiu compilar as datas comemorativas oficiais que já estão aprovadas por projetos de lei. Ao todo são 320 leis aprovadas pelos deputados no decorrer da história do Parlamento estadual. As datas oficiais reconhecem eventos tradicionais culturais, econômicos e religiosos.

Alternativa - Vira e mexe as sessões híbridas na Assembleia Legislativa mostram as dificuldades impostas pela pandemia. Nesta quinta-feira (25) a internet do deputado José Almi (PT) travou durante a votação. O presidente da Mesa Diretora, Paulo Corrêa então sugeriu novo método. "Vota em Libras, deputado. Está muito ruim sua conexão."

Hierarquia - O primeiro secretário da mesa diretora deputado Herculano Borges (SD) levou puxão de orelha do presidente Paulo Corrêa durante a sessão de ontem. Depois de solicitar ao vice-presidente, Eduardo Rocha (MDB), para assumir sua posição durante o expediente, Paulo Corrêa questionou se ele serviu ao Exército.

Bronca - "Onde já se viu segundo-secretário passar a missão para o vice-presidente. Ficou meio feio isso aí. Mas vou dar tempo de vossa excelência corrigir o erro e passar a bola pra mim", disse Corrêa. Meio constrangido, Herculano justificou que já tinha combinado "em off" com Eduardo.

Obrigado -  Corrêa também teve momento mais leve. Afirmou que teve um dia muito especial e contou o motivo. "Recebi uma placa em agradecimento do governador pelos cinco dias em que assumi o governo nas férias dele deste ano".


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário