A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/11/2018 06:00

Melhor notícia do ano sai hoje

Ângela Kempfer

Tão esperado - O governador Reinaldo Azambuja anuncia hoje o cronograma de pagamento do 13º salário do funcionalismo público estadual. O anúncio, super esperado, será às 8h30, com a participação de representantes do comércio e da indústria.

Lama asfáltica - As interceptações telefônicas da Polícia Federal mostram que as coisas andavam mal dentro da quadrilha revelada pela Operação Lama Asfáltica, em esquema que coloca o ex-governador André Puccinelli como maior beneficiado.

Gênios - Em uma das conversas entre o empresário João Amorim e o ex-secretário adjunto de Fazenda, André Cance, em 2014, Amorim resumiu o clima na trama de propinas: "O negócio tá violento, tá louco. Tão os gênios. Muito inteligente. Só que bota a gente numa fria (sic)".

Desleixo - E mais uma vez a investigação indica que não havia mesmo cuidado na hora de esconder a lavagem de dinheiro. Um dos laranjas, inscrito em programa social do Governo Federal, como salário de R$ 788 por mês, tinha em seu nome imóvel de R$ 400 mil. Outro ganhava R$ 1.3 na carteira e mantinha conta em banco espanhol de R$ 4 milhões.

Midas - Em outra transação, laranja comprou cotas da empresa usada pelo bando, a Mil TEC, e entre 2016 e 2017 recebeu mais de 25 milhões em distribuição dos lucros. Segundo a Polícia Federal, o valor equivale a 11 vezes mais que o próprio dono da empresa recebeu e 13 anos de funcionamento.

Herdeiros - Outro alvo da operação, o advogado Fábio Castro Leandro é filho do desembargador do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Paschoal Carmello Leandro, eleito novo presidente do Tribunal de Justiça a partir de 2019.

História se repete - Cotada para o cargo, a desembargadora Tânia Borges perdeu o posto também depois do envolvimento do filho Breno com crimes. Ele foi condenado por organização criminosa e lavagem de dinheiro

Na Assembleia - O deputado Eduardo Rocha (MDB) aceitou que como seu partido seguiu rachado no segundo turno, sem apoiar o governador, não tem grandes chances de disputar a presidência da Assembleia. Para Eduardo a alternativa e buscar outros cargos importantes na mesa diretora,  que mesmo reduzindo a bancada, continua sendo a segunda maior do Legislativo.

Recorde - No sábado e domingo passados, a Polícia Federal fez a maior apreensão de drogas do País em um fim de semana na história, foram 12 toneladas de drogas, em quatro estados brasileiros. Claro que Mato Grosso do Sul colaborou. Em Ponta Porã, foram 7 toneladas de maconha e 19 pessoas presas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions